Alimentos e Bebidas

Vantagens do uso de enzimas no processo cervejeiro

As enzimas têm sido uma parte natural da cerveja por milhares de anos. Hoje, cervejarias inovadoras estão usando enzimas para desenvolver seus negócios além dos limites tradicionais da cerveja

Com as enzimas, os cervejeiros podem criar novos sabores e reivindicações e usar co-produtos que agregam valor para atender às novas expectativas dos consumidores. As enzimas dão aos cervejeiros a liberdade de encontrar novas maneiras de atender ao número crescente de consumidores preocupados com sua saúde e seu bem-estar. Com as enzimas, os cervejeiros podem valorizar suas ofertas, alavancar a presença de sua marca no mercado e continuar a penetrar em novos nichos e mercados emergentes. Isso é bom para os cervejeiros – e também é bom para os consumidores, as comunidades agrícolas locais e o planeta 😀

Vantagens do uso de enzimas no processo cervejeiro

As enzimas são catalisadores naturais que aceleram etapas críticas no processo de fermentação, que é a principal etapa do processo produtivo da cerveja:

  • Com enzimas, os cervejeiros podem manter uma qualidade de produção consistente – mesmo com ampla variação nas matérias-primas. Com enzimas, os cervejeiros podem usar matérias-primas locais, o que permite a redução de emissão de CO2 do transporte e pode ajudar a criar novos mercados que apoiam os agricultores locais.
  • Com enzimas, os cervejeiros podem simplificar a logística da cadeia de suprimentos e economizar água e energia, o que é bom para o meio ambiente.

Aplicações das enzimas da Novozymes para a produção cervejeira

  • Otimização de matéria-prima;
  • Cozimento de cereais;
  • Mosturação (etapa em que o malte moído é cozido);
  • Controle de atenuação (atenuação na produção de cerveja é uma medida do grau em que os açúcares (ou seja, glicose, frutose, maltotriose) no mosto que podem ser fermentados em álcool;
  • Controle da fermentação.

Logo mais publicaremos um post sobre o processo produtivo da cerveja então fique ligado! Ah, e não esqueça de deixar seu comentário aqui em baixo!

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *