Sustentabilidade

Secretário-geral da ONU pede que o mundo acelere ação climática

As concentrações de CO2 na atmosfera são agora as maiores em 800 mil anos.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, COP 23, que está sendo realizada em Bonn, na Alemanha, até o dia 17 de novembro, pede que o mundo acelere a ação climática. Para ele, a conferência acontece em um momento crucial, já que nas últimas semanas foram divulgados uma série de relatórios sobre o clima que colocam o mundo em alerta.

Segundo ele, os últimos dados divulgados pela Organização Meteorológica Mundial, OMM, mostram um crescimento perigoso do dióxido de carbono na atmosfera nas últimas sete décadas, chegando à nova alta em 2016. As concentrações de CO2 na atmosfera são agora as maiores em 800 mil anos.

Guterres também disse que o relatório da ONU Meio Ambiente, mostrou ser provável que os níveis de concentração de gases de efeito estufa na atmosfera em 2020 sejam tão altos que se torne “extremamente difícil” alcançar as metas de redução do Acordo de Paris para 2030.

Por último, ele citou a última Avaliação Nacional do Clima dos Estados Unidos, que mostra que as temperaturas são as “mais quentes da história da civilização moderna”. O documento conclui ser “extremamente provável” que atividades humanas sejam a “causa dominante”.

Para ele, esses relatórios enviam duas mensagens claras: “É preciso acelerar ação climática e aumentar ambição” e que na COP 23 fará pressão em cinco áreas de ação ambiciosas. Em primeiro lugar, é preciso, pelo menos, uma redução de mais 25% das emissões até 2020, defendendo o desenvolvimento de preço do carbono como importante instrumento.

O chefe da ONU ressaltou ainda resiliência, financiamento, formas parcerias e, por último, liderança. Ele afirmou que em setembro de 2019 organizará uma cúpula climática para “mobilizar energia política e econômica no nível mais alto”.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *