Sustentabilidade

Onze maneiras fáceis de você ajudar a salvar o planeta

Pequenas mudanças podem fazer uma grande diferença e salvar o planeta

A jornalista Rachel Feltman publicou dicas superinteressantes no portal Popular Science que podem ajudar você a fazer a diferença na preservação do meio ambiente.

Ela conta que hoje em dia não podemos ver os gases de efeito estufa que ameaçam o futuro de nosso mundo como o conhecemos, o que torna mais fácil de ignorar esse perigo, do que quando vemos as chaminés lançando fumaça preta no céu.

Com as emissões de carbono aumentando, as temperaturas subindo e o clima ficando cada vez mais estranho, pode parecer que a ameaça das mudanças climáticas é algo impossível de parar. Mas não deixe esse problema te abater. Aqui estão as coisas concretas que você (sim, você!) Pode fazer para ajudar a tornar o mundo um lugar melhor:

  1. Produza menos lixo

Há muito plástico no mundo. Os cientistas estão lutando para encontrar soluções que possam ajudar na limpeza dos oceanos em grande escala, como a descoberta de micróbios famintos por plástico, mas as 9,1 bilhões de toneladas de plástico que nossa espécie criou não existiriam se não as usássemos e jogássemos fora.

Temos várias dicas para reduzir o desperdício de plástico, mas algumas dicas são fáceis: basta substituir os itens de plástico por opções reutilizáveis ​​ou pelos biodegradáveis. Chute o plástico para o escanteio e passe a usar os potes de vidro, leve bolsas de lona para a mercearia e leve um conjunto de talheres para o trabalho, ao invés de usar os talheres de plástico no escritório na hora do almoço. Certifique-se de que você tenha uma boa garrafa de água e uma térmica para o café. E, claro, simplesmente compre menos coisas. Você realmente precisa de comida congelada todo dia? Porque esses recipientes de plástico estão se transformando em uma pilha monstruosa no canto da sua cozinha, sem poder reutilizá-los. E, claro, lembre-se de realmente reciclar os resíduos plásticos que você pode reciclar.

  1. Pare de usar canudos de plástico

Se há um item de plástico que você definitivamente deveria parar de usar é o canudo de plástico. Por causa de seu tamanho e forma, eles são basicamente impossíveis de reciclar. Além de invadirem nossos nossos aterros, eles também acabam no oceano e podem causar sérios danos aos animais marinhos. Invista em um de metal reutilizável.

  1. Cuide de seus gadgets

A maioria de nós não pensa muito em nossos equipamentos eletrônicos antigos. Afinal de contas, comparado a todos os canudos que você joga fora em um ano, o fato de você trocar de laptop duas ou três vezes numa década provavelmente não parece um grande problema. Mas o chamado lixo eletrônico é perigoso não apenas por causa do plástico e do metal que você está jogando, mas também pelos produtos químicos que podem vazar da sua bateria no solo e na água. Procure opções para reciclar seu smartphone e computadores, que estão velhos para você, mas que ainda não estão prontos para a lixeira. Doe para quem precisa!

  1. Desperdice menos comida

O desperdício de alimentos é uma preocupação ambiental por alguns motivos. Por um lado, é preciso muita energia para produzir a comida. Então, no momento em que ela chega ao seu prato para o jantar – especialmente se já foi processada em algum tipo de produto embalado ou congelado -, até aqui há uma grande liberação de carbono no meio ambiente. Quando você joga parte da sua refeição no lixo, você está desperdiçando toda essa energia. E esses pequenos restos resultam, nos Estados Unidos, por exemplo, em cerca de 37 milhões de toneladas de comida jogadas fora por ano. Para piorar, essa comida continua causando problemas ambientais quando você joga fora. Como os aterros cobrem os alimentos e os mantêm longe do oxigênio, eles sofrem decomposição anaeróbica. Isso produz metano, o que contribui para as mudanças climáticas.

Mas você pode fazer sua parte para reduzir o descarte de comida. Planeje suas compras para ter certeza de que vai comer tudo o que comprar antes de estragar, planeje suas refeições para que você não faça mais comida do que vai comer, reutilize coisas como ossos e restos de vegetais para fazer caldos.

  1. Faça seu próprio adubo

É claro que às vezes a comida não é comida. E não estamos tentando dizer que você é um inimigo do meio ambiente se não consumir caules de cenoura ou folhas de beterraba (embora você consiga consumir totalmente essas coisas). A maioria das coisas que você não come pode ser compostada, o que ajuda a manter esses resíduos fora de aterros sanitários. Além disso, eles podem até mesmo servir de fertilizante para fazendas locais ou para o seu próprio jardim em casa.

  1. Coma menos carne

Desculpe, mas é verdade! Carne e outros produtos animais são incrivelmente consumidores de energia. Não estamos dizendo que todos deveriam se tornar veganos – não é um objetivo realista, para começar, e vale a pena notar que alimentos processados ​​à base de plantas também podem acabar consumindo bastante energia – mas é absolutamente verdade que todos deveriam tentar reduzir o consumo de produtos de origem animal. Você pode fazer isso fazendo pequenas mudanças, como optar por um chocolate amargo ao invés do chocolate ao leite.

Recomendamos começar com um desafio pessoal, como ficar um mês de carne ou realizar “Segundas sem carne”. Se você acha que a carne é uma parte importante de uma dieta saudável para você, você não tem que desistir completamente. Mas nada de usar isso como uma desculpa para comer quantos hambúrgueres você quiser sem pensar no meio ambiente.

  1. Apague as luzes

Nem toda poluição é física. A poluição luminosa está bagunçando a vida selvagem – e provavelmente prejudicando nossos ciclos de sono também. Ela também nos impede de apreciar a beleza do mundo natural em todo seu esplendor. Mas, ao contrário das emissões de carbono, podemos lidar com a poluição luminosa com o toque de um interruptor; pare de usar a iluminação externa onde você não precisa.

  1. Quando possível, fique onde está

Estudos sugerem que a melhor coisa que você pode fazer para combater as mudanças climáticas é fazer menos viagens. Ficar sem carro tem um impacto bastante positivo. É a maior coisa que você pode fazer para reduzir suas emissões de carbono. Um estudo recente sugeriu que um aumento no emprego remoto e entretenimento online estava realmente ajudando a reduzir o uso de energia, mantendo todos em casa. Dirigir menos – sempre que possível – é melhor que nada. E ter um carro eficiente ou híbrido ajuda também. Só não use esse leve estímulo ao respeito pelo meio ambiente como uma desculpa para dirigir ainda mais. E tente limitar o uso do avião também.

  1. Pare de cortar a grama

Ok, ok, na verdade não estamos te dando uma desculpa para deixar seu gramado crescer totalmente selvagem. Mas um estudo descobriu que espaçar as plantações de grama por algumas semanas pode manter os quintais mais amigáveis ​​às abelhas. Elas, como também as borboletas e outros insetos nos ajudam a cultivar nossa comida. A poluição, o uso de pesticidas, as mudanças climáticas e a destruição do habitat deles colocam todos em risco. Se você tem espaço ao ar livre faça sua parte para ajudar insetos selvagens (e proteja nossa segurança alimentar!). Se você quiser ter um papel mais ativo (ou simplesmente não pode suportar a bagunça de um gramado não cultivado), coloque algumas flores silvestres nativas para fornecer uma fonte de alimento para esses polinizadores. E evite comprar pesticidas que representem perigos para esses insetos inestimáveis.

  1. Ajude os cientistas no estudo do meio ambiente

Se você está procurando uma maneira mais animadora de contribuir, considere a possibilidade de participar de alguns projetos de cientistas cidadãos. Pesquisadores de todos os tipos – incluindo muitos que ajudam a proteger nosso planeta e a vida nele – estão desesperados pelo máximo de dados possível, e pessoas comuns podem ajudá-los. Seus filhos podem participar também.

  1. Apoie políticas públicas baseadas em ciência

Sim, você pode e deve fazer mudanças em sua vida para ajudar a proteger o planeta. Mas a maioria das ações que realmente prejudicam nosso planeta estão sendo realizadas em maior escala. Então, em última análise, a melhor coisa que você pode fazer pelo planeta é apoiar as políticas públicas que são baseadas em evidências científicas. As mudanças climáticas são uma questão partidária; o consenso científico é claro. E em todo o mundo, pessoas que tradicionalmente evitavam questões relacionadas ao clima estão percebendo isso. Você pode mudar seu estilo de vida para ajudar a proteger o meio ambiente e pode apoiar empresas que também ajudam a protegê-lo. Mas a coisa mais importante que você pode fazer é votar. Descubra onde seus representantes se posicionam sobre questões ambientais e incentive-os. E se isso não funcionar? Empurre-os para fora do gabinete. Se um político não está lutando para proteger o planeta, eles não estão lutando para protegê-lo.

Tags:

2 comentários

  1. Todas ações são importantes, minimizam mas não resolve. O homem é que destrói a natureza em pró de sua ganancia e sobrevivência, vejo como a única forma de salvar o planeta um controle de natalidade eficaz. Se todos países derem sua contrivuição em 50 anos estaremos com um nível populacional no mundo equivalente ao século XIX. Assim deixaríamos de explorar a natureza e tudo que foi industrializado até hoje tornaria matéria prima reciclável. Sem o controle de natalidade estremos condenados a morte em pouco tempo, vai faltar água e recursos naturais.

    1. Olá!

      Agradecemos sua participação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *