23-03-2017

ODS 15 – Proteger a vida terrestre

As matas, florestas e rios de água doce representam o equilíbrio climático, biodiversidade e aspectos culturais de qualquer país e região.

Agenda 2030 é uma proposta da Organização das Nações Unidas (ONU) que determina um conjunto de medidas para o desenvolvimento sustentável mundial até 2030. Nesse contexto, estão os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS), que buscam combater a pobreza, injustiças, desigualdades e alterações climáticas, de forma sustentável. Parte dessa transformação pode ser realizada com o cumprimento das metas do ODS 15, que trata do tema vida terrestre.

De modo geral, esse objetivo volta-se para a proteção, recuperação e promoção do uso sustentável dos ecossistemas terrestres.

As matas, florestas e rios de água doce representam o equilíbrio climático, biodiversidade e aspectos culturais de qualquer país e região. Por isso, preservá-los e protegê-los é de extrema necessidade. Assim, o ODS 15 é um mecanismo importante para viabilizar ações, políticas e projetos nesse sentido.

Iniciativas que contribuem com o ODS 15

Algumas iniciativas têm sido peça-chave para o alcance das metas do ODS 15, como pode ser notado a seguir:

1. Fundo Amazônia

O Fundo Amazônia é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), sendo responsável por captar doações para investimentos não reembolsáveis em projetos e ações relacionados à Amazônia, com os seguintes focos:

  • Prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento;
  • Estímulo à conservação e uso sustentável de recursos naturais.

Além disso, até 20% dos recursos do fundo podem ser utilizados para esses tipos de trabalhos em outros biomas do território brasileiro e em outros países tropicais. A cada ano, o número de projetos aprovados pela iniciativa tem crescido e beneficiado a vida terrestre brasileira.

2. SOS Mata Atlântica

A Fundação SOS Mata Atlântica é uma Organização Não-Governamental (ONG) que atua desde 1986 no Brasil, e busca proteger e recuperar a Mata Atlântica. Dessa forma, realiza diversos trabalhos de análise, recuperação e monitoramento dessas regiões. Em levantamento recente realizado pela ONG, foi apontado que seus projetos de restauração florestal foram responsáveis pelo plantio de mais de 36 milhões de mudas de árvores nativas ao longo de 30 anos.

Como contribuir com o ODS 15

Buscar soluções para proteção da vida terrestre é um dever de toda a população, empresas e órgãos governamentais. Isso pode ser realizado por meio de iniciativas, como:

  • Evitar desmatamento e queimadas;
  • Eliminar a venda e compra de animais silvestres, denunciando essas práticas;
  • Investir em produção baseada em sustentabilidade e reflorestamento;
  • Utilizar biocombustíveis e energias de fontes renováveis;
  • Reduzir ou evitar o uso de agrotóxicos;
  • Descartar de forma adequada embalagens de substâncias nocivas;
  • Adquirir produtos biodegradáveis;
  • Reutilizar ou restaurar móveis feitos de madeira;
  • Criar programas de recuperação de florestas, matas e animais silvestres;
  • Promover campanhas de conscientização a respeito da preservação de florestas, matas e animais silvestres;
  • Investir e apoiar projetos voltados para a preservação ambiental;
  • Respeitar espaços preservados.

A destruição de recursos naturais, animais e espaços preservados ocorre de maneira muito rápida. No entanto, a recuperação desses bens pode levar anos, por esse motivo é essencial colocar as metas do ODS 15 em prática de maneira urgente.

Projetos orientados à manutenção da biodiversidade

A Novozymes é referência mundial na produção de enzimas e microrganismos.  Com mais de 90 anos de experiência, realiza seus trabalhos com foco na proteção da biodiversidade e redução dos impactos ambientais. A companhia também apoia as iniciativas dos ODS e realiza projetos orientados ao desenvolvimento sustentável mundial.

Saiba mais no Bioblog: www.bioblog.com.br.

Quer fazer um comentário?