27-09-2016

O Leite e as Enzimas

Quando se trata de saúde, o leite figura entre os mais importantes alimentos para a sua manutenção. Isso porque é uma fonte rica de proteínas e cálcio, substâncias essenciais para que a formação dos ossos ocorra de maneira saudável. Entretanto, não é raro encontrarmos pessoas que possam desenvolver intolerância à lactose seja já nos primeiros momentos de vida, na amamentação ou em outras etapas da vida. Mas o que vem a ser intolerância a lactose e como ela pode acabar prejudicando as pessoas?

A intolerância à lactose é basicamente a incapacidade (que pode ser parcial ou total) que algumas pessoas têm para fazer a digestão da lactose (o açúcar do leite). A intolerância à lactose varia de pessoa para pessoa em termos de sintomas e consequências. Entretanto, certos aspectos dessa manifestação são comuns. Entre eles temos os seguintes: fermentação intestinal causada por bactérias, produzindo ácido láctico e gases, de forma que o aparelho digestivo acaba por ficar sensível. Também podemos destacar a alergia. Nesse caso ela está mais propriamente ligada à proteína que se encontra presente no leite de vaca.

Sintomas comuns da intolerância à lactose

  • Gases;
  • Distensão abdominal;
  • Dor abdominal;
  • Diarreia;
  • Náuseas;
  • Vômitos.

Curiosamente muitas pessoas nem sabem que possuem intolerância à lactose. Entretanto, dados científicos comprovam que em torno de 70% da população adulta sofre com o problema em algum nível.

As enzimas que ajudam no tratamento

No meio médico, a intolerância à lactose não é considerada uma doença e sim uma carência do organismo. Sendo assim, ela pode ser controlada por meio de algumas ações, tais como o uso de medicamentos e uma dieta diferenciada. Inicialmente se propõe a suspensão do consumo do leite para que se possa iniciar o tratamento dos sintomas. Posteriormente entram em cena a dieta, as mudanças alimentares, as precauções e as enzimas.  A enzima lactase introduzida junto com a alimentação compensa a falta daquela produzida endogenamente e permite aos pacientes ter uma dieta praticamente normal. A intolerância à lactose é um problema desagradável, mas, se tratado de maneira correta, não priva os portadores do consumo dos produtos lácteos, tão presentes na dieta do dia a dia.

Quer fazer um comentário?