29-07-2016

O que são enzimas?

 
As enzimas nada mais são do que proteínas que possuem uma função específica. As enzimas possuem atividade catalítica e são bem seletivas e especializadas, isto é, elas têm a capacidade de acelerar em milhares de vezes uma determinada reação bioquímica, porém em outro meio reacional não demonstram nenhuma atividade. Hoje em dia, já se tem o conhecimento de cerca de 2 mil enzimas. Cada uma delas tem a capacidade de catalisar um determinado tipo de reação, seja ela química ou bioquímica.
 
As enzimas fornecem caminhos alternativos e com menos gasto energético para reações bioquímicas, pelo fato de serem tipos especiais de catalisadores. As enzimas, da mesma forma que outros tipos de catalisadores, fazem parte das reações, interagindo com as espécies envolvidas, proporcionando assim um menor gasto de energia e um caminho “mais fácil” para obter os produtos. Entretanto, da mesma forma que os outros catalisadores, ao finalizar o processo catalisado, as enzimas não são alteradas, e assim possuem a capacidade de realizar a mesma reação entre novas moléculas de espécies reagentes. As enzimas têm a capacidade de alterar a velocidade das reações, porém não mudam a posição do equilíbrio químico, além de aumentarem a taxa de conversão em produtos. Na sua composição, as enzimas contam com a associação de uma proteína e um cofator. Os cofatores se dividem em 3 grupos:
 
1) Grupos ativadores: são íons metálicos que se ligam apenas por um tempo no sítio ativo da enzima e fornecem carga positiva;
 
2) Grupos prostéticos: são orgânicos que se ligam à proteína permanentemente;
 
3) Coenzimas:  são moléculas orgânicas geralmente derivadas de vitaminas e que ficam permanentemente ligas à enzima, porém fazem uma interação temporária com o complexo enzima-substrato.
 
Algumas enzimas podem ser utilizadas na indústria, com o objetivo de catalisar algumas reações. Elas podem ser usadas por serem seletivas e também por apresentarem um baixo custo se comparadas com outros tipos catalisadores, como os sintéticos, por exemplo. A produção de determinados alimentos industrializados, de produtos de limpeza, de medicamentos e de muitos outros produtos é muitas vezes viabilizada pelo uso de enzimas. 

6 comments

  1. Eu sempre trabalhei com sucos e usei enzimas e uso. Porém, não sei como é ou são extraídas as enzimas, como liases e pectinases. Acho que este será um momento importante de trocarmos algumas figurinhas. Que tal?

    Responder
    1. Olá José!
      Nos passe seus contatos para podermos conversar. Um abraço,

      Responder
      1. meu emails: lima2812@hotmail.com
        As enzimas podem ser GMO!!??

        Responder
        1. Olá José!
          Passei seus contatos para nosso time de Food & Beverage, alguém entrará em contato em seu e-mail. Sobre a sua pergunta, não, nossas Enzimas não são Organismos Geneticamente Modificados.

          Responder
        2. Olá José!
          Passei seus contatos para nosso time de Food & Beverage, alguém entrará em contato em seu e-mail. Sobre a sua pergunta, não, nossas Enzimas não são Organismos Geneticamente Modificados.

          Responder
    2. José estou muito interessado no assunto. ..se vc tiver disponibilidade para compartilhar seus conhecimentos agradeço desde já
      Kelly_cristinagaspar@hotmail.com

      Responder

Quer fazer um comentário?