Sustentabilidade

O que é Economia Circular?

Economia circular

A economia circular é um novo conceito que entra no setor produtivo com o intuito de trazer a sustentabilidade para mais perto das nossas vidas.

 O conceito de economia circular é uma derivação do que sempre foi convencionalmente feito, chamado de economia linear. Para entender melhor este segundo conceito, pense quando, em casa, fazemos um bolo: você tem todos os principais ingredientes, os quais são misturados e utilizados de tal forma que, depois de montado, assado, e por vezes decorado, você tenha um bolo para se deliciar. Mas, ao longo deste processo descartamos algumas coisas que não devem ir na produção do bolo, como as embalagens de leite e trigo, as cascas de ovos, e qualquer outro material que, por enquanto, chamaremos de resíduo.

Da mesma forma que isto é o que fazemos em casa, uma produção industrial feita com base na economia linear é, como o nome se refere, algo que começa e termina dentro de uma linha de produção definida e, ao gerar resíduos, trata-os como lixo, que são descartados. Mas, se em casa já conseguimos gerar alguns resíduos com uma simples receita de bolo consegue imaginar a quantidade gerada por uma grande empresa? E, ainda, para onde esse resíduo deve ir depois?

A economia circular entra em cena com o intuito de repensar esta forma de produção. Como o nome também reflete, o princípio desta forma de produção está em uma circulação de material, ou seja, que nada tenha um destino final que não seja aproveitado. Voltando à nossa receita de bolo, é como se aproveitássemos a casca dos ovos em um outro processo que também fosse gerar algo de interesse, como, por exemplo, usar as cascas dentro de um processo de compostagem. A reciclagem adequada das embalagens também seria uma alternativa dentro da economia circular, porém, o que é defendido dentro da prática é uma reciclagem com propósito, onde o material possa ser reutilizado e ainda manter ou aumentar o seu valor e qualidade, para que nada se perca.

Tal conceito se torna crucial na situação atual da nossa sociedade e do nosso planeta: em agosto, mais especificamente dia 1º de agosto, alcançamos o chamado “Dia de Sobrecarga da Terra”, um dia onde, de forma estimada, a humanidade, com base nos seus hábitos, ultrapassou dos limites de uso dos recursos naturais do nosso planeta, ou seja, estamos usando a natureza muito mais rápido do que ela é capaz de se regenerar, um indicativo de que estamos chegando perto de esgotar os recursos naturais disponíveis para todos se continuarmos consumindo no ritmo atual.

E se uma solução rápida não for encontrada logo para nossos hábitos consumistas, a tendência desse desafio aumentar é cada vez maior: isto porque um estudo da ONU de 2017 já indica que, até 2050, podemos chegar a quase 10 bilhões de pessoas! Por isso, também, a economia circular está chegando na hora certa, pois é necessário tornar nossos métodos produtivos viáveis e sustentáveis, onde tudo possa ser aproveitado com o maior rendimento e qualidade possíveis, para que os recursos naturais não fiquem escassos para as gerações futuras.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *