09-10-2017

Novo processo para lavagem de jeans consome quase 80% menos de água

1,9 bilhões de jeans são vendidos em todo o mundo a cada ano. E as calças jeans com um aspecto vintage estão em moda há muito tempo. Mas, para obter esse acabamento desbotado, os jeans novos devem passar por um processo chamado lavagem de pedra.

 

Deixar um par de calças de brim com aquele aspecto vintage  exige mais de 70 litros de água, quase 400 gramas de produtos químicos e grandes quantidades de energia. Multiplique isso pelo número de jeans vendidos em todo o mundo a cada ano, e você obtém um mapa de quanto o nosso jeans afeta o meio ambiente.

Agora, as calças jeans lavadas com pedra (aquele aspecto antigo) podem ser produzidas de forma mais sustentável.

Jeans ainda mais bonito

“A Novozymes trabalhou com a Garmon para desenvolver um novo processo onde as enzimas são pulverizadas no vestuário em sistemas fechados, como máquinas de lavar roupa”, diz Andreu Colomera Ceba, gerente da Novozymes. “Este novo processo economiza até 80 por cento da água consumida quando é feita a lavagem de pedra da peça. Ao invés de precisar de 70 litros de água para fazer um jeans, você só precisa de 14 litros”, explica.

A lavagem de tom de jeans, normalmente, ocorre em máquinas de lavar grandes e abertas, onde as enzimas são adicionadas na água. Mas a pulverização das enzimas na peça é mais eficiente e reduz o consumo de água.

A Garmon é um fornecedor italiano de produtos químicos para a indústria têxtil, e o processo de pulverização ocorre dentro de máquinas de lavagem recém-desenvolvidas feitas pela Tonello, fabricante italiana de aparelhos de acabamento de vestuário.

Economizando água

Até a introdução da tecnologia da enzima, os fabricantes de jeans usavam pedra-pomes e produtos químicos para desgastar o jeans. No início da década de 1990, os cientistas da Novozymes desenvolveram as primeiras enzimas de lavagem de pedra que poderiam tornar o tingimento do tecido em uma lavagem mais sustentável. Pulverizar enzimas diretamente na peça é uma nova inovação que reduz ainda mais o consumo de água.

“Desenvolvemos uma nova solução enzimática para esse processo e trabalhamos em conjunto com a Garmon e Tonello para testar seu uso”, diz Christian Wieth, gerente de marketing global da Novozymes. “As enzimas são usadas, hoje, de uma maneira que era impossível até agora”.

De pedras-pomes às enzimas

A lavagem jeans feita com pedra passou por três grandes evoluções ao longo do tempo:

  • 1960: os jeans eram “lavados” com pedras-pomes e produtos químicos em grandes, colocados nas máquinas de lavar. Este tratamento intensivo em água é severo para o jeans e o meio ambiente. Também enfraquece o tecido, dando ao jeans uma aparência descuidada.
  • Década de 1990: os cientistas da Novozymes desenvolveram as primeiras enzimas de lavagem de pedra e a indústria têxtil pode substituir o uso de pedras-pomes por um processo mais eficiente e sustentável, com um efeito mais suave nas fibras de algodão. As enzimas são uma solução biológica e podem reduzir o consumo de produtos químicos, água e energia para as indústrias têxteis. Usado para a lavagem de pedra em jeans, as enzimas quebram fibras pequenas na superfície do fio, afrouxando o corante para que os jeans obtenha o aspecto vintage. As enzimas são adicionadas à água quando o tecido é lavado durante o processo de fabricação.
  • Hoje: as enzimas podem ser pulverizadas no vestuário. Pulverizar enzimas diretamente na peça, ao invés de adicioná-las à água dentro das máquinas de lavar, elimina a necessidade de pedras-pomes e enxaguamentos múltiplos, além de economizar o uso de água em 80%.

Matéria publicada originalmente no site: http://blog.novozymes.com/enzymes-make-your-jeans-less-thirsty/

Quer fazer um comentário?