20-09-2016

Lavagem de material cirúrgico e odontológico

Instrumentos odontológicos e médicos são propícios à proliferação de bactérias, por isso a importância da devida limpeza e esterilização. Nos últimos tempos uma estratégia tem sido bastante utilizada em consultórios e laboratórios, trata-se do uso dos detergentes enzimáticos, os quais são considerados um progresso na limpeza desses instrumentos.

O processo precisa ocorrer nas operações de pré-limpeza dos instrumentos médicos hospitalares, odontológicos e laboratoriais. Atualmente é considerado por especialistas como uma etapa importante de desinfecção e esterilização, pois os detergentes enzimáticos possuem diferentes tipos de enzimas que conseguem agir particularmente sobre as matérias orgânicas, entre elas fezes, sangue, muco e fluídos orgânicos.

Como os detergentes enzimáticos atuam

A ação dos detergentes enzimáticos consiste em degradar e dissolver em instantes os resíduos biológicos, para isso é suficiente que os instrumentos sejam deixados imersos na solução enzimática durante alguns minutos. A remoção dos resíduos é possível em locais de difícil acesso, visíveis ou não, como por exemplo, em todas as partes de uma escova. Em diversos sites é possível encontrar experiências positivas de quem trabalha constantemente com instrumentos médicos e odontológicos e utiliza os detergentes enzimáticos.

As matérias-primas que compõem os detergentes enzimáticos possuem pH neutro, que ajuda na preservação dos instrumentos e evita qualquer dano material. Devido à eficácia dos produtos, é necessário esfregar menos os instrumentos, fazendo com que eles se mantenham conservados por mais tempo e, ao mesmo tempo, facilita a rotina de trabalho, pois reduz o tempo de limpeza dos materiais. Sem a pré-limpeza com detergentes enzimáticos, corre-se o risco de inviabilizar a esterilização, devido ao isolamento dos micro-organismos, comprometendo a desinfecção.

Orientações importantes de uso

  1. Mesmo após fazer uso de detergentes enzimáticos, é necessário utilizar posteriormente uma solução desinfetante. Os detergentes somente evitam que os micro-organismos se multipliquem, apenas os desinfetantes são capazes de exterminá-los.
  2. Especialistas informam que não se deve misturar produtos químicos ao detergente enzimático, pois o pH da solução enzimática será alterado. Com isso as enzimas tornam-se inativas, fazendo com que a solução torne-se ineficaz para a remoção das matérias orgânicas.

Assim como a solução com detergentes enzimáticos é bastante eficaz no âmbito médico e odontológico, pode ser aplicada em diversas outras situações em que o objetivo seja degradar e dissolver matérias orgânicas.

Quer fazer um comentário?