Alimentos e Bebidas

Kombucha: um chá, um refrigerante ou um probiótico?

Os três! O kombucha é um chá fermentado cheio de sabor, gás e probióticos que vem ganhando fama por suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e digestivas

Com certeza você já deve ter ouvido falar do Kombucha por aí ou, até mesmo, ter tido a oportunidade de experimentá-lo, mas você sabe o que ele é? O kombucha ou kombuchá é um chá que passa pelo processo de fermentação no qual, basicamente, microrganismos transformam açúcares em energia produzindo compostos como etanol, dióxido de carbono e ácido acético. Originalmente o kombucha é obtido a partir do chá verde ou preto, mas outras infusões podem ser usadas desde que não contenham propriedades antibióticas capazes de matar os microrganismos necessários para a fermentação, como algumas infusões de ervas como o capim cidreira, a hortelã e a lavanda.

Então, para a produção do kombucha é necessário, além do chá preparado com açúcar, uma colônia de microrganismos que serão capazes de realizar as reações químicas responsáveis pela obtenção de uma bebida ácida e gaseificada. À essa colônia de microrganismos damos o nome de Mãe ou SCOBY (Symbiotic Culture of Bacteria and Yeast) que nada mais é do que uma cultura de bactérias e leveduras que crescem mutuamente, ou seja, de maneira harmoniosa criando benefícios para todas as espécies envolvidas.

SCOBY – Colônia simbiótica de bactérias e leveduras

Em outros países, quem deseja iniciar sua produção de kombucha deve comprar um SCOBY de lojas online especializadas em produtos fermentados, mas, no Brasil, é comum que produtores da bebida façam doações das colônias para quem quer entrar nessa onda. Geralmente, para chegar no kombucha desejado, levemente ácido, gaseificado e com sabor, são feitas duas fermentações:

1ª Fermentação: utiliza-se apenas a infusão de chá, o açúcar, o SCOBY e um pouco do líquido que veio com ele, proveniente de uma outra fermentação.

É importante adicionar ao preparo do kombucha um pouco do líquido de outra fermentação 

 

A adição de frutas deixa o kombucha com mais cor e sabor

2ª Fermentação: ela não é obrigatória, mas se você deseja agregar sabor ao seu kombucha é possível adicionar frutas, suco de frutas ou até mesmo especiarias ao chá obtido na 1ª fermentação e colocá-lo em outro recipiente, bem fechado e esperar mais uns dias para que os microrganismos possam fermentar o açúcar presente nessas frutas, deixando a bebida com mais gás, cor e sabor!

 

Acesse os demais posts da série “Kombucha”!

Kombucha: uma bebida tão antiga quanto o vinho

Kombucha: Um reforço para sua imunidade

 

Você aí, já tomou Kombucha? Conta pra gente nos comentários!

 

 

 

 

 

 

 

Tags:

12 comentários

  1. Eu amo combucha,eu mesma preparo e saborizo os meus.Tomo todos os dias já é um costume.

    1. Que legal, Angela! É delicioso, né? Obrigada pelo seu comentário! <3

    2. Eu tomo kombucha
      Minha vó tinha eu não sabia o nome todos chamavam a Planta da dona Regina e qcurava tanta coisa e nem sabia realmente o quanto ela é benéfica

      1. Que demais, Francilene!!! Ela existe há muito mais tempo do que a gente imagina! Agora você pode explicar pra sua vovó que é o kombucha 🙂 Obrigada pelo comentário!

  2. Eu amo combucha,eu mesma preparo e saborizo os meus.

  3. Minha mãe está bem empolgada fazendo os kombuchas. Sempre que eu vou para a casa dela, voltou cheia de garrafinhas! =)

    1. Que legal, Vanessa! Quero saber se ela me doaria um Scoby Hahaha
      Obrigada pelo comentário!

    2. Gostaria muito de experimentar,já que vejo a possibilidade de melhorar minha digestão e acabar com o desconforto de estar empanzinado após as refeições. Alguem poderia está me cedendo o produto para minha primeira experiência?

  4. combucha e tudo de bom. está me ajudando em todos sentidos. Super recomendo

    1. É verdade, Flavia! Ficamos felizes em saber que você está aproveitando os benefícios dessa bebida maravilhosa! Obrigada pelo seu comentário. Abraços!

  5. Gostei muito do blog.
    O assunto muito interessante, explicação simples sem deixar dúvidas

    1. Ficamos muito felizes em saber que o propósito do Bioblog está sendo cumprido! Muito obrigada pelo seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *