23-09-2016

Etanol na redução das emissões de gases estufas

A utilização do etanol é uma medida estratégica a fim de reduzir a emissão dos gases poluentes e minimizar seus danos ao meio ambiente.

O termo efeito estufa é o nome dado a um fenômeno natural de aquecimento térmico da Terra, sua presença é extremamente necessária a fim de manter ideal a temperatura do planeta para que os seres vivos consigam sobreviver. Se não houvesse o efeito estufa natural, a Terra seria muito gelada, o que dificultaria a reprodução das espécies.

Porém, nas últimas décadas, devido às ações predatórias do homem, o efeito estufa tem deixado de ser totalmente natural e seu processo vem sendo acelerado, o que é extremamente perigoso para o planeta. Isso está ocorrendo devido a razões como queimadas de florestas, emissão de gases poluentes (vindos de combustíveis fósseis como gasolina e diesel) e crescimento da atividade industrial e agrícola.

Os gases de efeito estufa, se gerados de forma destrutiva, dão origem a uma camada de poluentes que consegue absorver boa parte da radiação infravermelha emitida pelo planeta, retendo calor, ameaçando o equilíbrio térmico da Terra e elevando a temperatura global.

Emissão dos gases de efeito estufa

Diversas são as origens das emissões de gases de efeito estufa, no entanto, o setor que mais tem contribuído para os índices alarmantes é o de geração de energia, ao fazer uso de combustíveis fósseis, por isso, é preciso com urgência transformar as fontes alternativas de energia em fontes de uso contínuo.

Etanol como medida estratégica

O uso do etanol tem sido visto cada vez mais com bons olhos, devido à sua eficácia e apelo ambiental. Quando adicionado à gasolina, pode acessivelmente ser colocado no mercado em curto prazo e em larga escala. Algumas tecnologias já comercializadas permitem também utilizar o etanol de forma exclusiva. Ambas as medidas refletem de forma imediata na redução da emissão de gases de efeito estufa dos veículos automotores em circulação – em comparação à gasolina, pode chegar a 61%.

Produção de etanol

O etanol tem como matéria-prima fontes renováveis, como cana-de-açúcar, milho, trigo, batata e mandioca. No caso da cana-de-açúcar, por exemplo, durante o crescimento da planta, o processo de fotossíntese ajuda a absorver o gás carbônico (CO2) equivalente ao que será gerado durante o ciclo de produção do etanol. Isso quer dizer que, ao substituir os combustíveis fósseis pelo etanol, é possível diminuir significativamente a emissão de CO2.

Como intensificar a produção de etanol

Com enzimas industriais de qualidade é possível acessar com mais facilidade os açúcares que estão presos nas estruturas dos vegetais e, consequentemente, produzir mais etanol. Como pioneira e líder na indústria de bioenergia, a Novozymes possui soluções avançadas em bioinovação, com amplo portfólio de enzimas industriais de alto rendimento para todas as áreas de produção de biocombustíveis, incluindo o etanol.

Quer fazer um comentário?