Sustentabilidade

Enzimas podem ajudar a acabar com o excesso de plástico no mundo

Uma matéria publicada pelo jornal The Gardian mostra que cientistas do Reino Unido podem ter descoberto uma solução para o excesso de plástico no mundo

Nem todas as descobertas dos cientistas são propositais. Algumas vezes até mesmo eles se impressionam com resultados de seus estudos. Segunda uma matéria do jornal The Guardian pesquisadores podem ter descoberto, acidentalmente, uma enzima capaz de “comer” plástico e assim promover a reciclagem completa desses produtos.

Durante um estudo em um lixão japonês, em 2016, quando observavam insetos capazes de digerir plástico, foi que perceberam que a enzima produzida por eles poderia ser a responsável por esse fato inusitado. Eles então ajustaram a enzima em laboratório e iniciaram novos testes. Nesta descoberta eles perceberam que a molécula teve resultado ainda melhor atuando na quebra de garrafas PET (polietileno tereftalato).

De acordo com a publicação, a enzima leva alguns dias para começar a quebrar o plástico, fazendo com que o processo de decomposição seja muito mais rápido. Agora, os pesquisadores estão dedicados a empreender a pesquisa em larga escala, para aprovar que esse processo é viável.

Para o líder da descoberta, McGeehan, a expectativa é agora utilizar essa enzima para transformar o plástico processado novamente em seus componentes originais, para que possa ser totalmente reciclável. Essa descoberta pode promover um impacto imensamente positivo para o Meio Ambiente, principalmente, na diminuição do uso de petróleo e a redução desses produtos no meio ambiente.

Ainda de acordo com a publicação, hoje, cerca de 1 milhão de garrafas plásticas são vendidas a cada minuto em todo o mundo e apenas 14% delas são recicladas, assim, muitas acabam nos oceanos, contaminado o meio ambiente, prejudicando a vida marinha e potencialmente as pessoas que comem frutos do mar.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *