25-01-2017

Energia renovável será principal fonte de energia até 2030

Energia renovável é um recurso naturalmente reabastecido e que, comparado às fontes não renováveis, é considerada inesgotável.

As perspectivas mundiais sobre a oferta de energia renovável são bastante otimistas até 2030. Estudos do World Resources Institute (WRI) apontam que até lá oito grandes economias do mundo vão dobrar sua oferta, visando principalmente a redução das emissões de carbono – são elas: Brasil, China, Estados Unidos, Índia, Indonésia, Japão, México e União Europeia. A previsão é de que o suprimento de energia limpa suba para 20 mil terawatts-hora (TWh), em 2009 este número era de 9 mil TWh. Isso equivale à demanda de energia da Índia atualmente.

Energia renovável x combustíveis fósseis

Entende-se por energia renovável aquela que é produzida por meio de recursos que são naturalmente reabastecidos, como sol, plantas, água, vento, etc. Em comparação aos combustíveis fósseis (petróleo, carvão, gás natural), a energia renovável é considerada inesgotável, portanto, tem total relação com sustentabilidade. Por isso, é capaz de conferir autonomia energética aos países, pois sua utilização não necessita da importação de combustíveis fósseis. Sem contar que minimiza a dependência da sociedade em relação à energia obtida a partir de fontes não renováveis.

Ambientalmente, o impacto gerado pela energia renovável é menor em comparação aos combustíveis fósseis, pois não geram dióxido de carbono e outros gases que colaboram com o efeito estufa. Portanto, utilizar massivamente energia renovável é sinônimo de reduzir as emissões de CO2 na atmosfera.

Soluções para a produção de biocombustíveis

A Novozymes, multinacional dinamarquesa, é reconhecida mundialmente por seu amplo portfólio de enzimas robustas e de alto rendimento para todas as áreas de produção de biocombustíveis, que integram as fontes de energia renovável. Com avanços consideráveis nas áreas de etanol celulósico, a Novozymes está atualmente explorando novas possibilidades em biodiesel e biogás.

No caso do etanol celulósico, ele é considerado uma importante fonte de energia sustentável. As matérias-primas para produzi-lo incluem espigas de milho, palha de trigo, biomassa lenhosa e resíduos orgânicos, itens que são fáceis de encontrar e não impactam negativamente no meio ambiente. Os resíduos provenientes de culturas energéticas e resíduos agrícolas podem reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em até 130%. As enzimas da Novozymes são essenciais para converter a estrutura complexa de biomassa em etanol.

A Novozymes alimenta o site BioBlog (www.bioblog.com.br), canal com diversas informações sobre as soluções produzidas pela multinacional e os avanços conquistados nas áreas de biologia e sustentabilidade.

Quer fazer um comentário?