12-06-2017

Dinamarca quer ampliar o acesso das mulheres aos cargos executivos

Uma iniciativa do Boston Consulting Group (BSG), em conjunto com as Mulheres na Organização das Nações Unidas, reúne 15 líderes nacionais para debater a diversidade de gênero

 

Da Dinamarca temos mais um importante exemplo para o mundo. Uma nova iniciativa no país está propondo uma ampla reflexão sobre a igualdade de gênero, a Gender Diversity Roundtable Denmark, que tem como proposta ampliar o caminho para promover mais mulheres na área de gestão nas empresas.

Como principal foco, o projeto propõe que para vencer os amplos desafios atuais é fundamental que as empresas tenham executivos com diversas habilidades e diferentes perfis. Avaliando que o país ainda está atrasado neste quesito, o Boston Consulting Group (BSG), em conjunto com as Mulheres na Organização das Nações Unidas, estão provocando um amplo debate sobre a diversidade de gênero, com o propósito de fomentar e ampliar o número de gerentes do sexo feminino em todos os níveis das organizações, além de identificar ferramentas e soluções específicas para ajudar as empresas nesse sentido.

“Nós temos consciência desse diagnóstico ainda nada positivo para as mulheres, mas agora é hora de encontrar a solução. Na ONU Mulheres, esperamos que os participantes desse novo grupo sobre diversidade de gênero inspire a muitos outros e que juntos possamos identificar iniciativas concretas que, nos próximos anos, possam abrir caminhos para que tenhamos muitas mulheres líderes na Dinamarca”, comenta Asger Ryhl, diretora da ONU Mulheres na região.

O Presidente e CEO da Novozymes, Peder Holk Nielsen, é um dos 15 líderes dinamarqueses que participam dessa Mesa Redonda sobre Diversidade de Gênero, com foco em compartilhar experiências e melhores práticas para ampliar o acesso das mulheres aos cargos executivos no país.

Quer fazer um comentário?