07-11-2016

Diferenças entre o combustível fóssil e o biocombustível

Na sociedade atual, a necessidade mundial de energia é maior do que nunca e permanece em contínuo crescimento. Duas alternativas têm sido utilizadas para suprir esta demanda: os combustíveis fósseis e os biocombustíveis. Você conhece a diferença entre eles?

Primeiramente vamos falar dos combustíveis fósseis. Eles são misturas obtidas a partir de material orgânico, compostos principalmente por um grupo de substâncias chamado de hidrocarbonetos, os quais têm como principal característica a estrutura formada por átomos de carbono e hidrogênio. Os combustíveis fósseis popularmente mais conhecidos são carvão mineral, petróleo e gás natural. Por terem origem a partir da decomposição orgânica, processo que pode levar milhões de anos, os combustíveis fósseis são considerados recursos naturais não renováveis.

Temos então os biocombustíveis, que são originados a partir de plantas. Para isso, são realizados processos biológicos e químicos que permitem extrair substâncias que liberam ampla quantidade de energia no momento em que entram em combustão. Os biocombustíveis podem ser produzidos a partir de plantas como milho, soja, canola, cana de açúcar, babaçu, mamona, etc. Os mais conhecidos são o etanol, gerado a partir do milho e da cana de açúcar, o biodiesel, derivado de óleos naturais, e o biogás, gerado a partir da biomassa. Os biocombustíveis podem ser utilizados em veículos, de forma integral ou misturados com combustíveis fósseis. Aqui no Brasil, por exemplo, a gasolina contém uma porcentagem de etanol, assim como o diesel possui uma parte de biodiesel. É possível também gerar biocombustível, como o biogás, a partir de lixo orgânico.

Vantagens: Combustível fóssil x Biocombustível

Levando em consideração que os combustíveis fósseis são recursos naturais não renováveis, os pontos positivos já começam para os biocombustíveis. Eles têm sido apontados como potencial alternativa para substituir o uso de combustíveis fósseis, pois são renováveis. Outra vantagem é o fato de os biocombustíveis apresentarem redução significativa da emissão de gases poluentes, pois o gás carbônico liberado durante a combustão é absorvido pelas plantas no decorrer do processo de fotossíntese. Com isso, forma-se um ciclo sustentável.

Enzimas para potencializar a produção

Como pioneira e líder na indústria de bioenergia, a Novozymes dispõe de soluções avançadas em bioinovação. Entre elas está um amplo portfólio de enzimas de alto rendimento para todas as áreas de produção de biocombustíveis, biodiesel e biogás. Com elas é possível produzir mais com menos e reduzir o uso de água e energia durante o processo de produção. Acesse o site http://www.bioblog.com.br/ e conheça mais sobre a atuação da Novozymes na área de enzimas e sustentabilidade.

Quer fazer um comentário?