Sustentabilidade

Conheça a Cooperação Sul-Sul e a sua importância para a América Latina

A reunião marcou os 40 anos da Conferência da ONU para Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento, que também foi sediada em Buenos Aires

Mais de 1 mil pessoas, incluindo delegações governamentais e representantes do setor privado e da sociedade civil, se reuniram na última semana (20 a 22 de março), na capital da Argentina, Buenos Aires, para a Segunda Conferência de Alto Nível das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul, ou BAPA+40.

A reunião marcou os 40 anos da Conferência da ONU para Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento, que também foi sediada em Buenos Aires.

O tema central das discussões foi como a Cooperação Sul-Sul representa uma oportunidade de alcançar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, o modelo globalmente aceito para paz e prosperidade às pessoas e ao planeta.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, que participou da cerimônia de abertura do evento, disse acreditar na importância da Cooperação Sul-Sul para gerar tanto novas ideias e projetos concretos quanto como um meio para permitir que vozes do Sul Global impulsionem a inovação e promovam o desenvolvimento.

O que é Cooperação Sul-Sul?

A Cooperação Sul-Sul se refere à cooperação técnica entre países em desenvolvimento no Sul Global. É uma ferramenta usada por Estados, organizações internacionais, acadêmicos, sociedade civil e setor privado para colaborar e compartilhar conhecimento, habilidades e iniciativas de sucesso em áreas específicas, como desenvolvimento agrícola, direitos humanos, urbanização, saúde, mudança climática etc.

O que aconteceu na Argentina 40 anos atrás?

Durante as décadas de 1960 e 1970, com o clima socioeconômico global emaranhado na Guerra Fria, países em desenvolvimento começaram a buscar maneiras de traçar o curso de seu próprio desenvolvimento; de maneira alternativa à ordem política e à econômica existente.

A cooperação técnica entre Estados do Sul começou como um pioneiro esforço associativo para fortalecer poder diplomático e de negociação internacional através de diálogos políticos.

O que é conhecida como Cooperação Sul-Sul deriva da adoção do Plano de Ação de Buenos Aires para Promoção e Implementação de Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento (BAPA). O plano foi adotado por 138 Estados-membros da ONU na Argentina, em 18 de setembro de 1978.

O plano estabeleceu um esquema de colaboração entre países menos desenvolvidos, localizados principalmente no sul do planeta. O BAPA também estabeleceu pela primeira vez uma estrutura para este tipo de cooperação e incorporou em sua prática os princípios básicos de relações entre Estados soberanos: respeito pela soberania, não interferência em assuntos internos e igualdade de direitos, entre outros.

A cooperação técnica foi definida em Buenos Aires como “um instrumento capaz de promover a troca de experiências bem sucedidas entre países que compartilham realidades históricas similares e desafios similares”.

Qual é a importância da Cooperação Sul-Sul?

“Formas inovadoras de troca de conhecimentos, transferência de tecnologias, respostas a emergências e recuperação de meios de subsistência lideradas pelo Sul estão transformando vidas”, disse o secretário-geral da ONU em novembro de 2018, durante inauguração da 10ª Expo Desenvolvimento Sul-Sul, na sede da Organização, em Nova Iorque.

“Os fatos falam por si só”, disse Guterres. Os países do Sul contribuíram para mais da metade do crescimento mundial nos anos recentes; o comércio entre o Sul está mais alto do que nunca, representando mais de um quarto de todo o comércio mundial; os fluxos de investimento estrangeiro direto do Sul representam um terço dos fluxos globais; e remessas de trabalhadores migrantes de países de baixa e média renda chegaram a 466 bilhões de dólares no ano passado, o que ajudou a tirar milhões de famílias da pobreza.

O chefe da ONU acredita que a ambiciosa Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável não pode ser alcançada sem as ideias, a energia e a inovação dos países do Sul Global.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *