15-11-2017

Conferência da ONU sobre Mudança do Clima (COP23) tem como o objetivo de discutir o aumento da temperatura global do planeta

A conferência está sendo presidida pelo governo de Fiji, em parceria com o governo da Alemanha.

            Até 17 de novembro, negociadores de diversos países se reúnem em Bonn, na Alemanha, para a Conferência da ONU sobre Mudança do Clima (COP23) com o objetivo de discutir a implementação do Acordo de Paris e as Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs) para limitar o aumento da temperatura global do planeta.

“COP23” é o nome informal da 23º Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). A Convenção-Quadro foi adotada no Rio de Janeiro, durante a Rio 92, que marcou o início do primeiro esforço da comunidade global para combater os efeitos adversos da mudança do clima. Anualmente, todas as partes que compõe a convenção reúnem-se para avaliar o progresso das políticas, para reverter o aumento da temperatura global e a diminuição das emissões de gases de efeito estufa.

A conferência, organizada pela Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), está sendo presidida pelo governo de Fiji, em parceria com o governo da Alemanha.

Na programação, eventos paralelos mobilizam representantes da sociedade civil e do setor privado, da academia e de organismos internacionais, para discutir políticas de desenvolvimento sustentável, com base no combate à mudança global do clima. A expectativa é que mais de 20 mil pessoas participem da conferência, ao longo dos 12 dias de evento.

Historicamente, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) apoia o processo de preparação das Conferências das Partes, colaborando com os países em áreas-chave, com a realização de eventos paralelos que têm enfoque no apoio da organização para o alcance do desenvolvimento sustentável e a implementação do Acordo de Paris e das Contribuições Nacionalmente Determinadas pelos países.

Com a adoção do Acordo de Paris, a organização tem o compromisso de fortalecer a capacidade de ação de países e territórios na implementação de políticas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e garantir que a temperatura global do planeta não suba mais do que 2º Celsius nos próximos anos.

Quer fazer um comentário?