07-06-2017

Com criatividade, óleo usado gera renda e proteção ao meio ambiente

Exemplos nacionais e internacionais mostram como é possível inovar ao reciclar o óleo de cozinha usado

            Já contamos aqui sobre os perigos e prejuízos de descartar inadequadamente o óleo de cozinha usado e hoje vamos falar sobre todos os produtos que podem ser feitos a partir dele e como isso pode ajudar, também, a economia. É o caso do projeto Bolhas Coloridas, da Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. Um grupo de mulheres transforma o óleo de cozinha usado em sabonetes. Cerca de 300 litros de óleo, doados por moradores e comerciantes da região, são aproveitados por mês na fabricação de cerca de 1.200 mil sabões, que são incluídos em kits especiais que são vendidos para quem quer presentear com muito estilo. Outro grupo de mulheres transformou a reciclagem em produtos de limpeza, como detergentes.

Além do sabonete, sabão e detergente, é possível também fazer velas aromatizantes para decorar e perfumar o ambiente, com uma dica especial do site Melhor com Saúde. De uma maneira muito simples, o óleo usado é filtrado com a ajuda de um pano, para ficar somente com o líquido puro e sem resíduos. Após, é preciso fazer uma base enrolando um arame no centro de um recipiente para que ele possa segurar o pavio. Após, basta despejar o óleo de cozinha usado, tomando cuidado para que o fio do pavio fique sobre o líquido e assim a vela fica pronta, bastando só adicionar gotas de fragrância que você mais goste para perfumar a casa.

Na indústria, o óleo de cozinha usado pode ser transformado em massa de vidro, em aditivo para o preparo de pré-moldados de concreto, como solvente de tintas, como insumo para cosméticos, como combustível para caldeiras nas indústrias e também para a fabricação de biodiesel. Neste caso, o processo começa pela filtragem, que retira o resíduo deixado pela fritura e remove a água misturada ao produto. Após, ele passa por uma purificação química para a limpeza dos últimos resíduos para, então, receber a adição de álcool e do catalisador para ser transformado em biocombustível e refinado. Dados da Aprobio destacam que o Brasil recicla 30 milhões de litros de óleo de cozinha na produção de biocombustível.

Em 2014, um pesquisador da Universidade do Estado de Washington, nos Estados Unidos, Haifang Wen, mostrou que era possível produzir o “biosfalto”, asfalto a partir de óleo de cozinha usado.           Antes disso, em 2012, um empreendedor pernambucano, Luiz Cláudio de Lima, mostrou que inovar e proteger o meio ambiente caminham juntos. Ele criou um novo negócio ao transformar o óleo usado em uma resina anti-ferrugem para automóveis.

Outra empresa brasileira, do Centro-Oeste, foi a responsável por criar uma tinta feita com óleo reciclado, fabricando cerca de 100 mil litros de tinta por mês, com a ajuda dos consumidores, que ao doar o óleo usado ganhavam um cupom de desconto para o produto final.

Mais do que mostrar que é possível produzir, gerar receita e preservar o meio ambiente, o descarte correto do óleo de cozinha também se transforma em alimentos. Em Ponta Grossa, no Paraná, uma lei municipal ajudou diversas famílias ao oportunizar a troca do óleo usado por alimentos da Feira Verde.

E você, conhece outras aplicações para a reciclagem de óleo de cozinha? Conta pra gente!

2 comments

  1. parabens pelo seu trabalho gostei muito abraços…….

    Responder
    1. Obrigado Edmaure!

      Responder

Quer fazer um comentário?