04-11-2016

As diferenças entre respiração aeróbia e anaeróbia

Diferente da respiração aeróbia, no processo anaeróbico não há necessidade da presença de oxigênio e a glicose será formada a partir da alimentação ou reservas do próprio organismo.

A respiração celular é um processo em que ocorre a extração de energia química presente nas moléculas de substâncias orgânicas. Assim, configura-se como uma maneira de obter e gerar energia por parte do organismo, sendo essencial para a sua sobrevivência, podendo ocorrer de duas maneiras: aeróbia ou anaeróbia.

Respiração aeróbia

A respiração é desenvolvida principalmente nas mitocôndrias, as quais funcionam como uma espécie de usina de energia. Quando isso acontece, há uma completa desmontagem da glicose, em que os átomos de carbono são separados em moléculas de CO2 e, em seguida, os átomos de hidrogênio, com alta energia, são removidos.

A respiração aeróbia pode ser dividida em três etapas: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória:

A Glicólise ocorre no hialoplasma. Nele a glicose é fragmentada em duas moléculas de ácido pirúvico (C3H4O3). Nesse momento, as enzimas desidrogenases entram em ação e retiram o hidrogênio da glicose, transferindo-o para os receptores NAD (Nicotinamida Adenina Dinucleotídeo). Cada um captura dois hidrogênios, formando: 2NADH2.

No Ciclo de Krebs, o ácido pirúvico formado no processo anterior, entra na mitocôndria. Assim, por causa da ação das enzimas descarboxilases, ele perde CO2 e é convertido em aldeído acético. Devido ao aspecto pouco reativo desse último, ele integra-se à substância coenzima A (COA), em que é criada a reativa acetil-coenzima A (acetil-COA). Após ela ser combinada a um composto, o ciclo Krebs é iniciado na matriz mitocondrial.

Cadeia respiratória e fosforilação oxidativa: nas cristas mitocondriais, os hidrogênios são retirados da glicose e movidos até o oxigênio. A partir disso, a água é formada. Nesse processo, também existe a presença de citocromos, responsáveis por transportar elétrons do hidrogênio. Enquanto isso ocorre, a energia é liberada de maneira gradativa. Esta última é também utilizada na síntese de ATP – Adenosina Trifosfato (armazenadora de energia).

Respiração anaeróbia

Nesse processo de função metabólica não existe a presença de oxigênio e a energia é oriunda da molécula ATP, formada pela base nitrogenada adenina, açúcar, além de três fosfatos. Essa ligação, quando necessário, é quebrada para a liberação de energia.

Nesse caso, a glicose será originada da alimentação ou reservas criadas pelo próprio organismo. Dessa forma, no citosol da célula, essa substância passa por diversas reações, ocasionadas por várias enzimas e, em seguida, o piruvato, também usado na respiração aeróbia, será gerado. Durante o processo de respiração anaeróbia, a molécula ADP (Fosfato de Adenosina) recebe fostato. Após isso, ocorre a formação da ATP.

Assim acontece o processo de fermentação para que coenzimas possam ser reoxidadas. Esse fenômeno é importante para a obtenção de produtos como: queijos, iogurte, vinho, cerveja, pães e outros.

Conheça a Novozymes

A Novozymes é uma empresa que atua na área de biotecnologia, liderando mundialmente o mercado de enzimas. Com foco em sustentabilidade, seus processos são pensados e planejados, de modo que aditivos químicos e emissão de gases de efeito estufa sejam minimizados. Saiba mais em: http://www.bioblog.com.br/.

1 comment

  1. oi er…..alguem se quizer conversar cmg sobre biologias e plantas me chamem sz meu skype nina90~bolinu04t

    Responder

Quer fazer um comentário?