09-05-2017

Você sabe o que é uma Biorrefinaria?

Elas estão ganhando a atenção em todo o mundo, justamente por funcionarem dentro do conceito da Bioeconomia

          Converter biomassa em biocombustíveis, insumos, materiais, alimentos, rações e energia são algumas das possibilidades produtivas nas biorrefinarias no Brasil, otimizando os recursos naturais e minimizando os impactos ao meio ambiente de maneira eficiente e lucrativa. É considerada biomassa qualquer matéria orgânica que possa ser transformada em energia mecânica, térmica ou elétrica, podendo ser gerada a partir da agricultura, de rejeitos urbanos, industriais ou animais, como de origem florestal, que serão utilizadas pelas biorrefinarias para a geração de novos produtos.

Segundo a Embrapa, as biorrefinarias estão ganhando a atenção em todo mundo, justamente por funcionarem dentro do conceito da Bioeconomia, aproveitando as biomassas como matérias-primas para promover uma cadeia de desenvolvimento a partir da aposta em sistemas integrados, com processos, tecnologia, produtos e resíduos sustentáveis com a diminuição na emissão de gases do efeito estufa. A entidade ressalta que os produtos químicos desenvolvidos a partir de coprodutos e resíduos, como as biomassas, são os que possuem maior potencial de valor agregado às cadeias produtivas na atualidade. Isso porque há uma união estratégica entre a indústria química, que fornece insumos, e as biorrefinarias, que convertem em produtos de grande volume e de baixo valor econômico unitário, como, por exemplo, os biocombustíveis.

Ainda segundo o estudo apresentado pela entidade, as biorrefinarias brasileiras têm amplo potencial industrial e econômico e uma extensa fonte de matéria-prima, como biomassa vegetal, resíduos agrícolas e agroindustriais, como palhas, bagaço, serragens, etc. Um artigo publicado no Canal Energia demonstra a importância da atuação dessas empresas para o país, com vantagens principalmente para o setor energético, para a geração de energia elétrica e química, devido à obtenção de produtos de alto valor agregado.

As biorrefinarias têm funcionamento muito semelhante às refinarias de petróleo tradicionais, mas com a vantagem de serem altamente sustentáveis, ao utilizar a biomassa vegetal agroindustrial, que, atualmente, é dividida em quatro tipos: a biomassa amilácea, gerada a partir da batata, do milho e da beterraba; a sacarósica, a partir da cana-de-açúcar e do sorgo sacarino, que é um dos diferentes tipos de sorgo (granífero, forrageiro e sacarino), é utilizado na alimentação humana e animal que tem capacidade de gerar açúcar fermentável para a produção de álcool e biomassa para energia elétrica; a biomassa lignocelulósica, produzida a partir da madeira, do bagaço de cana-de-açúcar e resíduos florestais, além da biomassa oleaginosa, reduzida a partir da soja, do girassol e da palma. O BNDES ainda coloca Brasil em destaque no setor de biorrefinarias devido à sua vocação florestal, alta competitividade e foco na produção de celulose.

As biorrefinarias funcionam a partir de alguns processos. No primeiro acontece a separação dos componentes da biomassa em resíduos intermediários que podem ser a celulose, o amido, o óleo vegetal, a lignina, o biogás, o gás de síntese, entre outros. Nessa fase, também, é realizado o pré-tratamento e o condicionamento da biomassa. Na segunda etapa é realizada a conversão e o processamentos desses elementos, com o refino para produtos acabados ou semiacabados.

Por tudo isso, as biorrefinarias são sustentáveis, ambientalmente corretas e economicamente viáveis, produzindo de forma competitiva, produtos que tenham potencial eficiente e mercadológico.

A Novozymes, reconhecida mundialmente pela qualidade das suas enzimas industriais, possui soluções biológicas que contribuem para maximizar a produção e redução de insumos durante o processo produtivo das biorrefinarias. Confira aqui no Bioblog.

2 comments

  1. Em relação ao texto sobre biorrefinarias (https://www.bioblog.com.br/voce-sabe-o-que-e-uma-biorrefinaria/) é de suma importância para min saber quem escreveu, para poder cita-lo no meu trabalho acadêmico.
    Desde já grato

    Responder
    1. Vinicius, boa tarde!
      Pode fazer referência ao Bioblog da Novozymes mesmo pois envolvemos diversas áreas em nossa companhia para produção e aprovação do conteúdo que divulgamos.

      Responder

Quer fazer um comentário?