Sustentabilidade

Vietnamitas criam canudo de capim

O canudo de capim é disponibilizado em duas versões: verde ou seco, e ajuda também na geração de renda para mulheres ribeirinhas

Muitas empresas e pesquisadores estão voltadas a buscar soluções para o plástico descartável. Uma inspiração vem direto do Vietnã. Segundo o The Greenest Post, a empresa Ống Hút Cỏ criou canudinhos feitos a partir de uma grama selvagem local, bem parecida com o junco, que conhecemos aqui na América Latina.

A facilidade se deve pelo seu formato de tubo e é totalmente sustentável. A produção começa com a colheita às margens dos rios, após, eles são lavados e cortados em tubos, para ficarem do tamanho necessário. A partir daí eles seguem para uma barra de ferro para que seja feita a limpeza da parte interna dos produtos e passam por uma última lavagem.

O produto final é comercializado na região, para restaurantes e lanchonetes e está disponível em duas versões: seco ou verde. Na fresca, o lote é vendido em pacotes com 100 canudos, embrulhados em folhas de bananeira e duram até duas semanas sendo abrigados na geladeira. Outra vantagem é que podem estender a vida útil dos canudos se eles forem fervidos com um pouco de sal.

Na versão seca, os produtos são deixados ao sol para secagem, por dois ou três dias após a lavagem e, após, eles são assados no forno, o que prolonga a sua vida útil por até seis meses em temperatura ambiente.

A ideia surgiu de um jovem empreendedor, chamado Tran Minh Tien, um vietinamita bastante observador e criativo, que percebeu que era possível aproveitar um material abundante na região do delta do Rio Mecom. Além disso, com o produto, ele ainda consegue motivar a economia circular, ajudando a produção de renda para milhares de mulheres artesãs que residem na província de Long An.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *