23-10-2017

Seminário da ABIQ abordou o impactante mercado 0% Lactose no Brasil

Mais de 100 empresários, associados, conheceram mais sobre a nova legislação para os produtos zero lactose e a nova enzima Saphera®

As mais recentes tendências, dados e tecnologia para o setor queijeiro, focadas nas melhorias da competitividade, foram apresentadas durante o 6º Seminário Regional da Associação Brasileira das Indústrias de Queijo – ABIQ, no Hotel Cataratas, em Foz do Iguaçu.

O encontro, que reuniu mais de 100 pessoas, promovido pela entidade para os seus associados, apresentou inúmeras informações sobre as modernas práticas para a produção de queijos, dados sobre a evolução do mercado brasileiro e as tendências nacionais e internacionais em termos de produtos, tanto de empresas produtoras, como de fornecedoras, como a Novozymes, que levou ao evento informações sobre a nova regulamentação da Anvisa, além dos desafios e oportunidades para os produtores relacionados aos produtos zero lactose, com orientações práticas e funcionais para a aplicação das novas regras de rotulagem para esses tipos de alimento vendido a um consumidor cada vez mais exigente e antenado.

Aproximadamente, 70% da população mundial possui algum grau de intolerância. Em 2016, o mercado global atingiu o montante de 2,7 milhões de toneladas de produtos com lactose reduzida, vendidos, sendo a América Latina responsável por cerca de 29% deste total. O mercado de produtos zero lactose no Brasil continua crescendo, mas ainda está sub penetrado, especialmente, nas categorias de queijos e produtos fermentados. “Esse novo ambiente regulatório impões desafios de adequação para a indústria, especialmente, para análises e garantias de 0% de lactose nos produtos lácteos. As soluções para este novo desafio passam por otimizações de processo, dosagens de enzimas, uso de diferentes lactases e harmonização de metodologias”, destacou Fabricio Leal Rocha, gerente regional de Marketing Food da Novozymes.

De olho nesse mercado, os produtores puderam conhecer uma das novidades da empresa, a enzima inovadora, Saphera®, premiada pelo Fi Innovation Awards 2017. A principal característica da enzima é alcançar, de forma mais fácil, rápida e precisa índices residuais finais de lactose menores que 0,1% em produtos lácteos. Com essa tecnologia, os laticínios passam a contar com uma ferramenta fundamental para entregar ao consumidor produtos com melhor perfil de sabor e com uma maior estabilidade do dulçor durante sua vida útil, além de atender aos novos níveis de lactose preconizados pela ANVISA, para a utilização da expressão “0% lactose” em leites UHT, iogurtes, creme, requeijão, queijos e leite em pó.

Quer fazer um comentário?