21-09-2016

Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB)

Com ênfase na década de 90, diversos países deram origem a ações para produzir e usar biodiesel, visando aplicar o conceito de desenvolvimento sustentável, em decorrência da preocupação com as dificuldades futuras em relação ao uso de combustíveis não renováveis. Pouco mais de uma década depois, mais precisamente em 2003, o Brasil embarcou na mesma ideia e instituiu um Grupo de Trabalho Interministerial que teve por objetivo realizar estudos envolvendo a viabilidade do uso de biodiesel no país como alternativa de energia.

Depois de um ano de trabalho, o grupo identificou diversos desafios a respeito do tema, então foi criado, em 2004, o Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), visto como medida estratégica e prioritária para o Brasil. Em suas raízes estava o compromisso de tornar possível a fabricação e o uso do biodiesel no país, tendo como prioridade a qualidade do que seria produzido, o foco em preços competitivos, estratégias para diversificar as matérias-primas oleaginosas, fortalecer regiões potenciais de produção e, o mais importante, incluir agricultores familiares em todo esse processo.

Conforme o último relatório da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, até o final de 2010 operavam 56 usinas produtoras de biodiesel em todo o país, sendo que aproximadamente 60% delas possuíam o Selo Combustível Social, o qual é concedido aos produtores que conseguem comprovar estar gerando a inclusão social e fomentando o desenvolvimento regional. Os agricultores familiares podem participar de diversas formas no processo de produção de biodiesel:

  • Gerando sementes e mudas de oleaginosas;
  • Oferecendo as sementes de oleaginosas para as indústrias que produzem o biodiesel;
  • Realizando a extração do óleo vegetal dos grãos e fazendo a do farelo;
  • Montando sua própria usina para produzir biodiesel.

Como aumentar a produção de biocombustíveis

Além do biodiesel, existe uma série de outros biocombustíveis que podem suprir toda a demanda mundial de energia, a maior preocupação é em ampliar a produção para suprir as necessidades do mercado. Como pioneira e líder na indústria de bioenergia, a Novozymes dispõe de soluções avançadas em bioinovação, com amplo portfólio de enzimas, robustas, de alto rendimento para todas as áreas de produção de biocombustíveis, que resultam em menores custos de matérias-primas e, consequentemente, maiores rendimentos aos produtores de biodiesel e outros biocombustíveis.

Quer fazer um comentário?