Agricultura e Alimentação Animal

Probiótico Alterion® é aprovado na Europa

Após a aprovação e início da comercialização nos Estados Unidos, América do Sul, Oriente Médio, China e Sudeste Asiático, o Alterion® recebeu a aprovação na Europa. O produto, que é uma alternativa natural ao crescente uso de antibióticos na avicultura, agora está disponível globalmente.

As multinacionais Adisseo e Novozymes anunciaram ontem (17 de maio) que o probiótico Alterion® foi aprovado pela Autoridade Européia de Segurança Alimentar. O produto será lançado em toda a Europa ainda em 2018.

Alterion® é um probiótico para aves desenvolvido pelas duas empresas. O produto foi introduzido pela primeira vez nos EUA, no Oriente Médio e no Sudeste da Ásia em 2016 e, desde então, também foi lançado na América do Sul e na China.

Baseado em uma cepa única do Bacillus subtilis, o Alterion mostrou desempenho consistente na criação de aves em todo o mundo. É uma alternativa natural ao uso crescente dos antibióticos e permite aos criadores de aves controlar melhor a saúde intestinal de seus animais e otimizar a conversão alimentar em 2 a 2,5%, o que significa uma menor quantidade de alimento consumido para criar um animal.

“Alcançar o registro na Europa é um marco muito importante e marca a disponibilidade global do Alterion®. Estamos confiantes de que os benefícios claros desse probiótico convencerá a avicultura da UE a adotá-la em suas fazendas”, disse Paolo Doncecchi, Gerente de Negócios Globais da Adisseo. Os parceiros agora estão trabalhando em novas inovações para os produtores de gado.

“Nossa expectativa é oferecer alternativas seguras e consistentes ao consumo crescente de antibióticos na produção pecuária do futuro. Com base no sucesso do codesenvolvimento e lançamento do Alterion®, estamos desenvolvendo uma linha conjunta de novos produtos para suínos e aves”, disse Camilla Bünner Kruse, Gerente Global de Marketing e Parceria da Novozymes.

Durante décadas, os antibióticos foram amplamente utilizados na produção animal para ajudar o gado a crescer. Agora, cada vez mais, cresce o número de países que estão restringindo o uso de antibióticos para o crescimento dos animais como estratégias de prevenir o desenvolvimento de resistência aos tratamentos com antibióticos em humanos. Muitos produtores também sentem a pressão de varejistas e consumidores por uma produção livre de antibióticos.

Os probióticos são micróbios vivos naturais que estabilizam a flora intestinal de aves, porcos e outros animais quando ingeridos. Eles podem melhorar a saúde animal, a taxa de crescimento e a utilização de alimentos, economizando recursos e melhorando a sustentabilidade da indústria de criação de animais.

O produto está disponível no mercado brasileiro desde 2017.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *