Sustentabilidade

Prêmio Ozires Silva contempla iniciativas em empreendedorismo sustentável

A 13ª edição do prêmio reconheceu projetos nas áreas ambiental, social, econômica e educacional, envolvidos com Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela ONU

Em 06 de fevereiro de 2020 foi realizada, em Curitiba, a cerimônia de premiação da 13ª edição do Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável, uma das celebrações mais relevantes do segmento no país. A iniciativa reconhece ideias que colaboram para uma sociedade alinhada com ações mais conscientes e sustentáveis.

Entre os projetos inscritos, foram selecionados 48 finalistas de diversas regiões do Brasil, que representavam ideais de empreendimento em quatro categorias: Social, Ambiental, Econômico e Educacional, com subdivisões em modalidades de Empresa (pequeno, médio, grande porte), Estudante e Pessoa Física.

É importante citar que depois de setembro de 2015, quando uma conferência mundial da ONU definiu o conjunto de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), os inscritos devem citar os ODS presentes no projeto, contribuindo para a disseminação e concretização destes objetivos.

Este foi o quarto ano consecutivo em que o Prêmio Ozires Silva tem essa responsabilidade. Nesta edição, os 17 ODS foram referenciados 371 vezes, com uma média de 4 ODS por projeto inscrito. Foram constatados que os 5 ODS mais referenciados foram os de número 3 (Saúde e bem-estar), 4 (Educação de qualidade), 8 (Trabalho decente e crescimento econômico), 12 (Consumo e produção responsáveis) e 17 (Parcerias e meios de implementação).

Entre as iniciativas premiadas, estavam projetos inspiradores que abordavam otimização do uso de matéria prima, neutralização de emissões de gases do efeito estufa, senso de auto responsabilidade, empregabilidade, defesa dos direitos fundamentais, reciclagem e reutilização, entre outros temas relacionados.

Para citar alguns exemplos, o projeto “Construção de casas emergenciais com blocos celulares” (vencedor na categoria Empreendedorismo Social, modalidade graduação) aborda uma possível solução para as tragédias ocorridas por desastres naturais, com construção de abrigos temporários utilizando a tecnologia de um material pouco abordado.

O projeto “Reutilização de resíduos de pedras ornamentais na fabricação de blocos de gesso sustentáveis” (vencedor na categoria Empreendedorismo Ambiental, modalidade graduação) busca soluções ambientalmente responsáveis pelo reaproveitamento de resíduos, acarretando a redução de custos em várias etapas do processo construtivo.

Já o “Tampinha do bem” (menção honrosa em Empreendedorismo Ambiental), de Curitiba, tem por objetivo recolher tampinhas plásticas, alumínio, metal, latinhas e lacres de alumínio que são vendidos para indústrias de reciclagem, com o valor da venda utilizado para pagar cirurgias de castração de animais em situação de risco recolhidos das ruas na região metropolitana de Curitiba (em 2019 foram recolhidas 5,5 toneladas de tampinhas e mais de 70 animais foram castrados).

“Ficamos muito satisfeitos com o nível dos trabalhos inscritos. O Prêmio Ozires Silva se consolidou como uma das mais importantes premiações do Brasil quando o assunto é empreendedorismo sustentável. Daqui saíram cases que estão ganhando o país, e isso nos deixa muitos orgulhosos”, comenta Norman de Paula Arruda Filho, presidente do ISAE Escola de Negócios, responsável pelo prêmio.

Confira os premiados:

Empreendedorismo Ambiental:

  • Mili Eco – Reciclagem de Fardamento Militar pela paz e sustentabilidade – Pessoa Física (Salvador – BA)
  • Reutilização de Resíduos de Pedras Ornamentais na fabricação de blocos de gesso sustentáveis – Graduação (Barbalha – CE)
  • Corredor Ecológico – Médio e Grande Porte (Rio Quente –GO)
  • Programas Nacionais de Coleta e Reciclagem – Micro e Pequeno Porte (São Paulo – SP)

Empreendedorismo Educacional:

  • Jornada Exponencial – Micro e Pequeno Porte (Vila Velha – ES)
  • Programa Crescer – Graduação (Porto Alegre – RS)
  • Televisando – Médio Porte (Paranavaí – PR)
  • EMM Espaço Matemática Maker – Médio e Grande Porte (Cuiabá – MT)
  • Música é Esperança – Pessoa Física (Santo André – SP)
  • Vivência Digital e inclusão social, a vida online em Querência do Norte-PR -Pós Graduação

Empreendedorismo Social:

  • Oficinas com jogos de tabuleiro modernos para idosos com depressão – Pós Graduação (Vila Velha – ES)
  • Construção de Casas Emergenciais com blocos celulares – Graduação (Pouso Alegre – MG)
  • Quero Colo – Médio e grande porte (Curitiba – PR)
  • Projeto Agentes de Proteção – Médio Porte (Lins – SP)
  • Programa Impulso – Micro e pequeno porte (Curitiba – PR)
  • Good Truck Brasil – Pessoa Física (Curitiba – PR)

Empreendedorismo Econômico:

  • InPakta – Graduação (Curitiba – PR)
  • Programa Avançar – Médio Porte (Cascavel – PR)
  • Co Espaço de Desenvolvimento do Artífice (Curitiba – PR)

Menção Honrosa:

  • Tampinha do Bem – Menção Honrosa (Curitiba – PR)
  • Projeto Acolhida – Menção Honrosa (Porto Alegre – RS)
  • Ler e Pensar – Menção Honrosa (Curitiba – PR)
  • Projeto Legado – Menção Honrosa (Curitiba – PR)

Liderança Globalmente Responsável:

O Prêmio de Liderança Globalmente Responsável é destinado para uma personalidade de destaque por seu papel transformador e inspirador na sociedade. Nesta edição, foi conferido a Andrea Koppe, presidente e fundadora da Unilehu – Universidade Livre para a Eficiência Humana, sendo a primeira mulher a receber tal deferência.

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *