21-08-2017

ONU quer mulheres em cargos de liderança

Entidade busca mulheres que atuem em operações de paz e missões políticas pelo mundo

            A Organização das Nações Unidas (ONU) assumiu o compromisso de alcançar a igualdade de gênero nas operações de paz das Nações Unidas até 2026, relançando o Banco de Talentos de Mulheres Experientes (Senior Women Talent Pipeline). A entidade busca mulheres talentosas, qualificadas, íntegras e identificadas com os valores da Organização, que venham de indústrias, instituições governamentais e organizações da sociedade civil, para ocupar cargos de direção e chefiar operações de manutenção da paz e missões políticas globalmente.

Entrar no Banco de Talentos não assegura a incorporação imediata, mas permite receber atualizações constantes sobre novas vagas nas missões, bem como orientação sobre o processo seletivo. A maior procura, no momento, está para candidatas bilíngues em inglês e francês ou inglês e árabe.

Entre os requisitos está também a disponibilidade para trabalhar em operações de campo no exterior, muitas das quais estão localizadas em locais em que não é possível levar dependentes ou familiares.

As candidaturas ou nomeações devem ser feitas pelo site https://www.impactpool.org/unpeace-operations/swtp

A igualdade de gênero é o Objetivo 5 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que busca garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão na vida política, econômica e pública.

A Novozymes tem um objetivo, a longo prazo, de ter 30% de mulheres em cargos de Direção Sênior até 2020. Na Dinamarca, a empresa integra a Gender Diversity Roundtable, uma iniciativa que reúne os principais líderes de 15 empresas dinamarquesas para levar mais mulheres a papéis de liderança.

Quer fazer um comentário?