01-02-2017

O que é a camada de ozônio?

Ao redor da Terra existe uma camada gasosa com alta concentração de Ozônio (O3), ela é então chamada de Camada de Ozônio. Esse gás é muito reativo, instável e oxidante. A maior concentração de Ozônio fica na estratosfera (20km a 25km de distância da superfície terrestre).

A importância da Camada de Ozônio

A Camada de Ozônio é essencial para a sobrevivência na Terra, pois filtra os raios ultravioletas provenientes do Sol. Por isso, sua ausência pode fazer com que o planeta sofra consequências desastrosas, pois a radiação UV é capaz de interagir com a atmosfera e os seres vivos, causando alterações potencialmente danosas. Diversas evidências científicas têm mostrado a existência de um buraco na Camada de Ozônio sobre a Antártida, considerada uma área preocupante.

Como isso tem acontecido?

Isso tem acontecido por causa da queima de combustíveis fósseis (petróleo e carvão mineral) e destruição de recursos naturais (matas e florestas). Essas ações produzem CO2, que é um gás de efeito estufa e poluente. Por outro lado, a substância conhecida como CFC (Clorofluorcarbono) é uma das maiores responsáveis pelo buraco na Camada de Ozônio. Cada molécula de CFC é capaz de destruir 100 mil moléculas de Ozônio. A substância esteve muito presente em aerossóis, sprays e propelentes em geral até a década de 1980. No Brasil, é proibida desde 1988. Com mais radiação ultravioleta e mais poluição atingindo o planeta, doenças, como o câncer de pele, alergias, cegueira e problemas respiratórios podem cada vez mais aumentar.

Biossoluções são o caminho

Para reduzir o buraco e outros efeitos na Camada de Ozônio, campos como a Biologia, Química, Engenharia e Geografia têm realizado diversas pesquisas. Desses trabalhos, surgiram biossoluções, capazes de minimizar esses riscos, como o uso de fontes renováveis (biomassa) e enzimas para produção de bioenergia e biocombustíveis. Esse tipo de alternativa deve ser sempre pautado na sustentabilidade, para que de fato funcione. Como visto, a Camada de Ozônio é essencial para a sobrevivência na Terra. E a sustentabilidade nas ações diárias da população e das indústrias deve ser algo a ser cada vez mais ampliado. Os governos também devem implantar projetos que visem à redução da poluição e emissão de gases poluentes. Nas escolas, disciplinas como a Biologia e Ciências podem ajudar na conscientização dos alunos, através de trabalhos práticos e pesquisas. Assim, teremos um mundo mais sustentável e saudável.

Novozymes: biotecnologia e sustentabilidade

No Brasil, muitas indústrias podem se beneficiar de práticas sustentáveis através do uso de enzimas. E essas soluções são desenvolvidas pela Novozymes, que é pioneira no segmento. Conheça mais conteúdos sobre Biologia no Bioblog: https://www.bioblog.com.br/

Quer fazer um comentário?