Educação

Novozymes e Hospital Pequeno Príncipe lançam oficina ”Ciranda de Biologia”

Oficina Ciranda de Biologia mostra aos pequenos pacientes e seus familiares como a Biologia pode ajudar a resolver os principais problemas da atualidade

A Biologia pode ajudar a resolver os principais problemas da atualidade, mas, mais do que isso, pode ajudar a transformar a rotina de crianças e seus familiares durante os tratamentos de saúde. A prova disso é uma oficina, a Ciranda de Biologia, uma iniciativa da Novozymes com o Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba.

Uma parceria que está ajudando a levar informações sobre a Biologia e como ela contribui para o meio ambiente, agricultura, alimentação e para a saúde das pessoas. No projeto, iniciado no mês de junho deste ano, os cientistas da empresa, Eduardo Alberto Borges da Silva e Kelly Cristina Leite Mulder interagiram com as crianças e seus familiares mostrando como a ciência contribui para melhor muito a vida das pessoas.

Além da teoria, os pequenos pacientes puderam viver um dia de cientista na prática. Usando materiais do dia a dia das pessoas, elas viram como funciona a fermentação no planeta.

A ação já começa mostrando como é possível despertar a atenção e ganhar o amor dos pequenos pacientes pela Biologia. É o caso da pequena Laryssa de Sales, de 9 anos, após participar da oficina, que disse que quer estudar biologia e trabalhar com animais.

 Você pode saber mais sobre a experiência da primeira oficina Ciranda de Biologia, no Hospital Pequeno Príncipe, lendo a matéria completa aqui.

A Ciranda de Biologia faz parte do Projeto Educação, uma iniciativa da multinacional Novozymes, que visa, de 2015 a 2020, impactar um milhão de pessoas no planeta sobre o potencial que as ciências biológicas têm para resolver os principais problemas da humanidade. Até o fim do ano passado, mais de 300 mil pessoas em todo o mundo já haviam sido sensibilizadas. A empresa é signatária do Pacto Global e se compromete em contribuir com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Quer conhecer mais sobre o Projeto Educação da Novozymes? Leia aqui no Bioblog.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *