Sustentabilidade

La Niña entra em ação e deve perdurar até 2021, segundo agência da ONU

Na América do Sul, pode trazer chuvas acima do normal em grandes partes do norte do continente

O fenômeno La Niña já está acontecendo e deve durar até 2021, afetando temperaturas, precipitação e padrões de tempestades em muitas partes do mundo. A previsão é da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Neste ano, o fenômeno deve ser moderado a forte. A última vez que houve um evento forte foi em 2010 e 2011, seguido por um evento moderado em 2011 e 2012.

A declaração global do La Niña é usada por governos para planejar setores sensíveis ao clima, como agricultura, saúde, recursos hídricos e gestão de desastres.

O fenômeno causa flutuações nas temperaturas da superfície da parte equatorial do Oceano Pacífico. Ao mesmo tempo, ocorrem mudanças na circulação atmosférica, com grande influência nos padrões do clima associados a riscos de chuvas fortes, inundações e secas. O efeito é oposto ao El Niño, que provoca o aquecimento das temperaturas globais.

Em comunicado, o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, lembrou que El Niño e La Niña são os principais impulsionadores naturais do sistema climático da Terra. Mas alertou: “Todos os eventos climáticos naturais acontecem agora em um contexto de mudança induzida por seres humanos, que está exacerbando as condições meteorológicas extremas e afetando o ciclo da água”.

O La Niña normalmente resfria as temperaturas, mas isso é mais do que compensado pelo calor retido na atmosfera pelos gases de efeito estufa. Por isso, 2020 continuará no caminho de ser um dos anos mais quentes já registrados. O período entre 2016 e 2020 deve ser o mais quente hiato de cinco anos desde o início dos registros.

Segundo Taalas, “os anos de La Niña agora são mais quentes do que os anos com fortes eventos do El Niño do passado”.

Para mais informações acesse: https://news.un.org/pt/story/2020/10/1731062

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *