Bioenergia

KLM começa a usar biocombustíveis em voos comerciais

Baseada na Holanda, a companhia aérea abastece aeronaves com combustível feito a partir do reaproveitamento do óleo vegetal de cozinha

A KLM Royal Dutch Airlines, companhia aérea holandesa, está alinhada com as perspectivas ambientais, passando a adicionar biocombustível em seu suprimento. Os primeiros voos comerciais com utilização de fonte de energia sustentável partem do aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, onde a operadora pretende criar um local para suprimento de biocombustível.

Os tanques e tubos de armazenamento do combustível deverão ser os mesmos utilizados na aviação comum, sendo que não há risco de contaminação, ou dos dois combustíveis juntos causarem problemas nos voos.

A aquisição do produto é feita a partir de uma parceria firmada entre a KLM e a Neste, para produzir o biocombustível a partir do reaproveitamento do óleo vegetal de cozinha.

Segundo a companhia aérea, o uso de combustível de aviação sustentável (SAF) poderá reduzir as emissões de CO2 em até 80%, em comparação aos combustíveis fósseis tradicionais.

Segundo depoimento publicado no site da UDOP – União Nacional da Bioenergia, o presidente e CEO da KLM, Pieter Elbers, afirma que o uso de combustível sustentável é uma das maneiras mais eficazes de reduzir as emissões de CO2 no setor aéreo. “Em grande parte devido às empresas que participam do Programa Corporativo de Combustível da KLM, conseguimos fazer esta compra, dando um impulso adicional à produção consistente de SAF”, explicou.

Adotar esta medida é o início de uma série de ações que a KLM está implementando para reduzir o impacto ambiental. A mais significativa delas é a construção de sua fábrica de biocombustíveis sustentáveis em Delfzijl, na Holanda, que deverá entrar em operação em 2022, com previsão de fornecimento de 75 mil toneladas de combustível sustentável por ano. Além da KLM, a British Airways também está realizando um investimento em uma fábrica própria, que pode ser uma tendência para o futuro.

Outra ação tomada pela operadora é o processo de retirada de aeronaves com alto consumo de combustíveis fósseis, como o Boeing 747, introduzindo em sua frota aeronaves mais eficientes, como o Boeing 787.

A implementação de ações sustentáveis como as realizadas pela KLM são hoje uma tendência entre as companhias aéreas da Europa e do mundo, que procuram maneiras de lidar com o impacto ambiental. Além do aumento da utilização de biocombustíveis, são adotadas outras medidas, que vão desde a compensação de carbono até a redução do peso de peças de aeronaves.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *