Outros

Gosta do cheiro de chuva? Você está sentindo bactérias em ação!

Cheiro de chuva

Aquele cheiro de terra molhada depois de uma chuva ocorre devido a uma substância produzida por bactérias que ficam no solo.

Quando andamos perto de áreas verdes depois, ou durante, uma chuva, sentimos um cheiro característico, agradável, podendo ser chamado de, simplesmente, “cheiro de chuva”, ou ainda, “cheiro de terra molhada”. Apesar de estar completamente relacionado com a terra molhada, esse cheiro tão familiar não se origina da terra, mas sim, de bactérias!

Um gênero específico de bactérias, as Streptomyces, que crescem naturalmente no solo, são as responsáveis. Essas bactérias ficam dormentes em solo seco (ou seja, ficam quase como um estado de hibernação, vivas, mas sem crescer) e precisam de muita água para se reproduzirem novamente, o que torna a chuva um fator muito importante para o desenvolvimento dessas bactérias. Esse tipo de microrganismo, ao crescer, produz o que chamamos de esporos, moléculas minúsculas que servem como “sementes” dessa bactéria, de forma que ela possa se espalhar por mais lugares usando o ar como forma de transportar esses esporos. E estão neles a substância do “cheiro de chuva”.

Cientistas conseguiram identificar essa substância de forma acidental em laboratório, pois, ao produzir bactérias de Streptomyces (importantes para a produção de diversos antibióticos), era possível sentir o mesmo cheiro que sentimos durante a chuva nas placas em que as colônias eram armazenadas. A substância se chama geosmin ou geosmina, e além de dar característica ao cheiro, também é a mesma substância responsável pelo gosto terroso que podemos sentir em alguns vegetais, como a beterraba.

O mais curioso, e que os cientistas ainda não conseguem encontrar o motivo, é do porquê que nós humanos temos uma grande sensibilidade ao cheiro da geosmina, conseguindo identificar seu odor em uma quantidade muito pequena no ar, numa unidade de 5 partes por trilhão – quase como se, em um trilhão de “moléculas de ar”, conseguimos sentir o cheiro de uma única molécula de geosmina! Para se ter uma ideia dessa quantia, um tubarão, animal conhecido por conseguir sentir cheiro de sangue muito facilmente, consegue identificar sangue de qualquer tipo numa proporção de 1 parte por milhão, somente!

Resta encontrar o motivo, ao longo da nossa evolução, que torna o cheiro de chuva tão importante. Enquanto isso, agora podemos aproveitar melhor esse cheiro agradável, sabendo que ele não existiria sem as bactérias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *