01-12-2017

G20: países reunidos por uma agenda de crescimento inclusivo

Neste ano, o grupo renovou o compromisso firmado na Cúpula de Brisbane, em 2014, de aumentar a participação feminina na força de trabalho em 25% até 2025

            Em 1999 foi criado um fórum para reunir os principais países industrializados e emergentes do mundo. A partir daí, eles passaram a ser chamados de o Grupo dos 20 (G20), realizando encontros períodicos com a participação dos ministros das finanças e chefes dos bancos centrais desses países.

Quase dez anos depois de sua criação uma nova iniciativa marca as ações do fórum, com a inclusão da cúpula do G20, na qual os chefes de Estado participam buscando encarar a crise financeira mundial que se estende desde aquele ano e, hoje, o encontro da cúpula é o fórum central para a cooperação econômica internacional.

Integram o G20 a África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia e países membros da União Europeia, além de representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.

Esse fórum de consulta e cooperação sobre assuntos financeiros internacionais é realizado anualmente, aproximando países, buscando soluções para a estabilização do mercado financeiro, auxílio em negociações econômicas e definições de estratégias para o desenvolvimento econômico sustentável.

Em julho de 2017, o encontro do G20 foi realizado na Alemanha, em 2018, será realizado na cidade de Buenos Aires, na Argentina. Agora, os temas se tornaram mais amplos e abrangem, além da área econômica, assuntos importantes como migração, meio ambiente e resolução de conflitos armados.

Neste ano, o grupo também renovou o compromisso firmado na Cúpula de Brisbane, em 2014, de aumentar a participação feminina na força de trabalho em 25% até 2025, além do debate sobre o Acordo de Paris sobre Mudança do Clima, em discussão presidida pela Alemanha, o G20 teve como proposta promover uma agenda de crescimento inclusivo, com iniciativas que visam aumentar a participação das mulheres no mercado de trabalho, promover educação e treinamento para a economia digital e integrar migrantes e refugiados no mercado de trabalho.

 

Tags:

Quer fazer um comentário?