Sustentabilidade

França sediará o Congresso Mundial de Conservação da IUCN 2020

Realizado a cada quatro anos, o Congresso Mundial de Conservação da IUCN é o maior evento de conservação do mundo

O Ministério Francês da Transição Ecológica e Inclusiva e a IUCN – União Internacional para Conservação da Natureza, assinaram um acordo para organizar conjuntamente o próximo Congresso Mundial de Conservação da IUCN, a ser realizado em 2020 em Marselha.

A parceria segue a seleção da França pelo Conselho da IUCN como país anfitrião do Congresso da IUCN, com base em um rigoroso processo de avaliação da candidatura da França.  A apresentação de um novo plano de biodiversidade pelo ministro da Transição Ecológica e Inclusiva, Nicolas Hulot, precedeu a cerimônia de assinatura. “A França está particularmente honrada em suceder aos Estados Unidos na organização do maior encontro internacional de ambientalistas”, diz Hulot, ministro francês da Transição Ecológica e Inclusiva. “Queremos que este congresso seja o evento que reúne soluções para a biodiversidade. Estou confiante de que todo o governo, mas também territórios franceses, empresas e toda a sociedade francesa se unirão para tornar isso uma mobilização em larga escala para a natureza, na França, na Europa e em todo o mundo”.

Realizado a cada quatro anos, o Congresso da IUCN é o maior evento de conservação do mundo. Reúne líderes do governo, sociedade civil, organizações de povos indígenas, empresas e academia para determinar os desafios ambientais e de desenvolvimento mais prementes do mundo e ações para enfrentá-los.

“O ano de 2020 está marcado para ser um ano importante para o planeta. O Congresso da IUCN será central na mobilização da comunidade internacional antes das decisões críticas a serem tomadas em relação aos esforços globais para combater a perda de biodiversidade e as mudanças climáticas. Estamos orgulhosos de unir forças com a França em um momento tão crítico”, disse o presidente da UICN, Zhang Xinsheng.

Existem 49 organizações membros da IUCN na França e o Comitê Nacional Francês da IUCN, criado em 1992, visa facilitar a cooperação entre elas e outras partes da União. O país abriga 254 especialistas científicos e políticos que são membros das Comissões da IUCN.

Novas metas globais para conter a escalada da crise da biodiversidade sob a Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica serão definidas ainda em 2020. Este também é o ano em que o Acordo de Paris sobre mudanças climáticas entrará em vigor formalmente e começará a ser implementado, com os países enviando novos ou promessas atualizadas.

O último Congresso Mundial de Conservação da IUCN, realizado em 2016 no Havaí, Estados Unidos da América, contou com a participação de cerca de 10.000 participantes de 192 países. O Congresso 20 20 da IUCN será realizado de 11 a 19 de junho no Parc Chanot de Marselha.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *