Outros

Eu tenho micróbios no meu corpo? E isso é bom?

Micróbios everywhere

Sim, você tem, e isso é ótimo! Assim como existem esses pequenos seres escondidos por toda a natureza, eles estão presentes em todo o nosso corpo. Sem a presença da nossa microbiota, teríamos a saúde prejudicada. E estudos recentes estão provando isso cada vez mais.

Sabia que depois daquele farto almoço de domingo, onde precisamos “parar para fazer a digestão”, temos micróbios trabalhando a todo o vapor no nosso intestino? Ou que, ainda, sempre que nossa pele entra em contato com algo que possa apresentar algum perigo para nós, os micróbios presentes nela são os primeiros a nos proteger?

Mas, espera, sempre ouvi falar que micróbios são ruins para a saúde! Depende. Existem micróbios, ou microrganismos, que são realmente patogênicos, como chamados cientificamente, que quer dizer que podem causar alguma doença ou reação negativa, principalmente se estiverem crescendo onde não deveriam ou se acabaram se multiplicando demais. Mas temos muitos microrganismos cruciais para nosso desenvolvimento e sobrevivência.

E eles são tão importantes, que estudos comprovaram que temos aproximadamente uma relação de 1.3 células microbianas para 1 célula humana. E onde conseguimos tantos microrganismos? Grande parte vem do meio externo, de lugares que frequentemos no nosso dia a dia. Mas já nascemos com uma carga potente de bactérias boas, que herdamos do corpo de nossas mães. E continuamos herdando durante a amamentação. Mas nossa microbiota cresce e se desenvolve conosco, mudando de acordo com nossa dieta, com medicamentos que tomamos, e também como nosso comportamento, como em situações de estresse.

Vivemos em uma relação codependente com esses microrganismos, onde eles se desenvolvem de forma branda no nosso corpo, e nesse desenvolvimento nos ajudar a: absorver mais nutrientes dos alimentos, a impedir que nos contaminássemos com outros micróbios ruins, a melhorar nosso humor e evitar que contraíssemos doenças graves, como diabetes, obesidade, algumas formas de câncer, e até mesmo insônia.

Cientistas agora procuram saber como usar esse conhecimento da melhor forma possível para melhorar cada vez mais a nossa saúde. Se for possível entender completamente como esses pequenos organismos tem essa influência tão grande, pode ser possível o desenvolvimento de novos tratamentos para os mais variados tipos de doenças. E isso usando um recurso biológico que nosso corpo já está mais que acostumado a usar.

Você tinha alguma ideia de quanto o mal falado “micróbio” era importante? Conta para gente nos comentários! Não esquece de compartilhar essas informações com os amigos, e deixar seu curtir!

 

Você pode ler mais sobre os estudos citados na reportagem do Guardian (em inglês) sobre o tema: The human microbiome: why our microbes could be key to our health

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *