Cuidados Domésticos

Detergentes mais verdes: um apelo global

Consumidores, autoridades públicas, ONGs e as próprias empresas estão cada dia mais preocupados com o impacto ambiental dos produtos consumidos e, dentre eles, estão os detergentes 

É fato que a preocupação com o impacto de tudo aquilo que produzimos e consumimos cresce a cada dia. Diante de um apelo global por matérias primas e produtos mais sustentáveis e visando diminuir os mais diversos problemas ambientais enfrentados atualmente, muitas empresas vêm investindo em soluções mais verdes e com a indústria de detergentes não é diferente já que encontramos cada dia mais opções menos agressivas ao consumidor e ao meio ambiente.

Atualmente, um detergente comum aqui na América Latina é composto, predominantemente, por ingredientes de base petroquímica, ou seja, que derivam do petróleo ou de outros componentes químicos. Um dos principais ativos desses detergentes, responsável pela remoção de manchas, é o surfactante. Surfactantes, ou também chamados de tensoativos ou emulsificantes, são substâncias que atuam diminuindo a tensão superficial entre dois líquidos, são ingredientes clássicos que atuam diretamente na remoção de manchas e de sujeira. Uma alternativa biológica para  esses agentes são as enzimas, consideradas uma excelente opção  já que são biodegradáveis e atuam diretamente na quebra das moléculas que formam a sujeira da roupa.

A Novozymes, líder mundial em tecnologias enzimáticas e de microrganismos, aceitou o desafio de oferecer detergentes 100% biológicos e, para isso, realizou um estudo na a América Latina sobre como seria o desempenho de detergentes em pó mais verdes, ou seja, mais gentis para o planeta. Com o objetivo de substituir os ingredientes convencionais (surfactantes, polímeros, perfumes) por soluções enzimáticas e alternativas biológicas sem comprometer o desempenho do produto na lavagem.

O maior desafio para a indústria nesse sentido é desenvolver detergentes que tenham um alto desempenho, sejam mais verdes e menos vulneráveis às oscilações de preço das suas matérias primas. Nesse estudo, cientistas da Novozymes fizeram comparações entre fórmulas de detergentes com diferentes concentrações de surfactantes, enzimas e água, justamente buscando mostrar as variações de performance, pegada ambiental e custo do produto. No próximo post da série, nós vamos apresentar com mais detalhes o estudo e os resultados que os pesquisadores da Novozymes obtiveram a partir dele!

 

E aí, conta pra gente nos comentários se você já procura usar detergentes enzimáticos e outros produtos mais verdes e quais estão sendo os resultados no seu processo de lavagem de roupas!

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *