Bioenergia

Congresso Nacional de Milho e Sorgo será realizado em Lavras (MG)

É a primeira vez que o evento é realizado na região Sul de Minas Gerais, sendo o principal fórum brasileiro para a discussão de assuntos técnico-científicos sobre as culturas do milho e do sorgo.

Um dos mais importantes eventos sobre o milho no país, o XXXII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, será realizado de 10 a 14 de setembro de 2018 na Universidade Federal de Lavras (UFLA), uma iniciativa da Associação Brasileira de Milho e Sorgo (ABMS) em parceria com a UFLA e a Embrapa.

É a primeira vez que o evento é realizado na região Sul de Minas Gerais, sendo o principal fórum brasileiro para a discussão de assuntos técnico-científicos sobre as culturas do milho e do sorgo. A expectativa dos organizadores é reunir mais de mil pessoas de diversos setores ligados à cadeia produtiva, como pesquisadores, produtores, estudantes, equipes de assistência técnica e extensão, além de técnicos de indústrias químicas para proteção de plantas e fertilizantes, de sementes, de máquinas e implementos agrícolas e de mercados.

“A indústria de etanol de milho no Centro-Oeste tem grande potencial para gerar renda e emprego no estado e no Brasil, além de reforçar a importância de que esse modelo produtivo pode ajudar a reduzir a emissão de gases de efeito estufa. Confira essa pesquisa aqui no Bioblog”.

O congresso contará com palestras, painéis, workshops, apresentação de trabalhos científicos, e contemplará uma área de showroom tecnológico. Entre os temas a serem debatidos estão o mercado do milho, avanços no melhoramento genético e biotecnologia, industrialização e processamento, produção de milhos especiais, inovações tecnológicas na produção de sementes, novas “startups” do agronegócio e integração lavoura-pecuária. As inscrições podem ser feitas diretamente no site do evento. Clique aqui e saiba mais.

Na semana passada, o Paraguai recebeu a segunda edição do TECO e mostrou como o país pode estar na vanguarda mundial com o etanol de milho. Clique aqui e leia a matéria completa.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *