EducaçãoSustentabilidade

Como os conhecimentos sobre o DNA ajudam a melhorar o mundo?

Ter o conhecimento de o que é o DNA (Ácido Desoxirribonucleico) e onde ele está presente no nosso corpo e nas nossas células nos ajuda a entender sua importância no desenvolvimento de um mundo melhor.

O DNA contém toda a informação de um ser vivo, seja quem ou o que ele é e como se comporta. Já escrevemos acerca de várias formas em que o DNA pode ser utilizado em processos diferentes, como na agricultura e na medicina, por exemplo.

Na medicina, vimos que, por conhecer o código genético de um ser vivo, por exemplo de fungos e bactérias, somos capazes hoje de produzir medicamentos de forma mais rápida e potencialmente mais segura a partir da tecnologia de DNA recombinante, ao selecionar no DNA de cada organismo exatamente o que precisamos que seja produzido.

Já na agricultura, conseguimos analisar o código genético de frutas e verduras para trazer diversos benefícios, seja para ter um alimento com maior qualidade nutritiva, para que seja mais resistente a pragas e mudanças climáticas e até mesmo um alimento que tenha um maior rendimento em um espaço reduzido.

Essas são apenas algumas das maneiras do quanto o DNA é importante na busca pelo desenvolvimento de um mundo melhor,  com essas alternativas somos capazes de ajudar a atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são parte de uma agenda mundial criada pela Organização das Nações Unidas em setembro de 2015 composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030. Esses objetivos preveem ações mundiais nas áreas de erradicação da pobreza, agricultura, saúde, educação, e todas as áreas que envolvem algum problema da humanidade.

Ao otimizar processos em prol da saúde humana, com a produção de medicamentos melhores com o uso do conhecimento sobre o DNA, estamos ajudando a cumprir com um dos ODS, nesse caso, o de número 3, chamado “Saúde e Bem-Estar”, que prevê: “Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades”. Esse objetivo foca no desenvolvimento de novos processos que possam combater doenças e situações de risco ao bem-estar e a saúde humana.

Ao melhorar a qualidade do alimento produzido pela agricultura, por meio da biotecnologia, estamos contribuindo com o ODS 2, Fome Zero e Agricultura Sustentável, que prevê: “Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável”. Além de colaborar nesse objetivo com a produção de alimentos mais nutritivos que podem melhorar o quadro mundial de desnutrição, é possível promover, com o melhoramento genético, práticas agrícolas mais sustentáveis, que gerem mais alimento num mesmo espaço de terra.

Esses são os principais objetivos que o DNA, uma molécula biológica que colabora com o desenvolvimento de novas tecnologias, ajuda a cumprir. Mas são várias as formas que a biologia nos ajuda a melhorar o mundo, com coisas que estão presentes em nós e no nosso dia a dia.

Esse post faz parte da coluna “Biologia para um Mundo Melhor”, que mostra como a biologia e a biotecnologia estão presentes no desenvolvimento sustentável do nosso planeta. Você pode encontrar mais posts como esse com a hashtag #biologiamundomelhor. Compartilhe com seus amigos essa iniciativa!

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *