21-10-2016

Como ocorre o processo de fermentação?

A fermentação é um processo bioquímico, que diferentemente da respiração celular, não depende de oxigênio para a obtenção de energia. Sendo assim, ela ocorre no citosol e é iniciada na glicólise, etapa em que a glicose é quebrada em duas moléculas de piruvato. Este recebe elétrons H+, provenientes do NADH (Nicotinamida-Adenina-Dinucleotídeo + Hidrogênio) e é transformado em ácido lático (fermentação láctica), álcool (fermentação alcoólica) ou CO2 (fermentação acética). Esses produtos resultantes são liberados pela célula.

Aplicação da fermentação na indústria

A fermentação para fins de fabricação de alimentos foi descoberta há alguns séculos, sendo amplamente utilizada em diversos países. A herança disso é refletida nas indústrias, onde os fermentados são produzidos em larga escala. Nesse processo, são utilizadas também enzimas, que são substâncias orgânicas formadas no interior das células, capazes de agir também em seu exterior. Dessa forma, elas contribuem para a aceleração da fermentação, devido à sua característica catalisadora. São aplicadas, ainda, em diversas etapas de produção, visando à melhoria da qualidade desses itens. Nas indústrias, esse tipo de atividade passa por rigorosos controles de temperatura e umidade, para garantia da conservação dos produtos. Veja a seguir quais deles são obtidos, graças à fermentação:

  • Fermentação lática: com a presença de lactobacilos, ocorre a fabricação de queijos, iogurtes, coalhadas e leites fermentados;
  • Fermentação alcoólica: com o uso de leveduras para a fabricação de vinhos, cerveja, destilados e pão;
  • Fermentação acética: as acetobactérias realizam a oxidação do etanol, em que pode ser obtido o vinagre.

Como visto, esse processo é também benéfico para os seres humanos, uma vez que é um meio de obter alimentos importantes para a sua saúde.

Como utilizar as enzimas em processos de fermentação

No Brasil, destaca-se a Novozymes, empresa líder no segmento de enzimas, para biosoluções na fabricação de produtos não só alimentares, mas também de limpeza, agricultura, têxtil, entre outros. Ela é ainda responsável pelo desenvolvimento de pesquisas e estudos, em que essas substâncias possam ser utilizadas, de modo a garantir melhor qualidade do produto final e menor uso de substâncias químicas. Além disso, norteiam essas atividades práticas e tecnologias com ideias sustentáveis, reduzindo a degradação de recursos naturais e do meio ambiente. Para saber mais acesse o endereço: http://www.bioblog.com.br/

 

Quer fazer um comentário?