09-09-2016

Como funciona o tratamento de água?

A água é fundamental aos seres humanos, por isso precisa passar por um longo processo de tratamento até que ela esteja completamente própria para o consumo.

Para o ser humano, a água é indispensável no dia a dia, não apenas para beber, mas em outras formas de consumo, que vão desde necessidades de higiene até necessidades industriais na sua utilização. De acordo com dados da ONU de 2013, no Brasil, cada pessoa consome, em média, mais de 150 litros de água por dia. Como essa água é coletada cheia de impurezas, como folhas, peixes, lodo, sedimentos e bactérias, ela precisa passar por um longo processo de tratamento até que ela esteja completamente própria para o consumo.

Dentre as principais doenças causadas pelo consumo de água contaminada, estão a cólera, a hepatite do tipo A e a leptospirose. Além disso, a água ainda pode trazer metais tóxicos e larvas de insetos causadores de doenças, como por exemplo, o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da zika e da chikungunya. Portanto, o tratamento da água que chega à população é fundamental.

Como é feito esse tratamento?

  1. Pré-cloração: Quando a água chega à estação de tratamento, ela recebe uma dose de cloro, visando a retirada de metais e materiais orgânicos;
  2. Pré-alcalinização: Após o cloro, a água recebe cal, a fim de equilibrar seu pH;
  3. Coagulação e Floculação: Neste estágio, a água recebe um coagulante, como, por exemplo, sulfato de alumínio, e é fortemente agitada, para que as partículas sejam desestabilizadas eletricamente e se agrupem com mais facilidade. Pouco depois, a agitação da água fica mais leve, para que a sujeira se aglomere em flocos;
  4. Decantação e Filtração: A água passa por tanques enormes e fica em repouso, para que grande parte das impurezas mais pesadas que a água desçam e fiquem no fundo do recipiente. Depois disso, a água passa por tanques com pedras, areia e antracito, que são responsáveis por reter toda a sujeira contida na água, filtrando-a;
  5. Pós-alcalinização: A água recebe doses de substâncias alcalinas novamente, a fim de equilibrar o pH e evitar a corrosão da tubulação;
  6. Desinfecção: Nessa etapa, a água recebe novas doses de cloro, o que garante que a água chegue às tubulações sem vírus e bactérias;
  7. Fluoretação: Por fim, a água recebe flúor, substância essencial no combate à cárie.

Após todas essas etapas, a água, enfim, chega à tubulação, por onde será distribuída. Esta água que chega às tubulações está pronta para o consumo. Porém, especialistas alertam que não se deve beber água direto da torneira, pois o trajeto que a água faz após a saída da estação de tratamento até sua casa pode conter impurezas. Outra recomendação é manter as caixas d'água sempre limpas, com manutenção no mínimo semestral e bem fechadas.

9 comments

  1. Obrigado e. Tchaauuuu

    Responder
  2. Eu amei essa explicação ?

    Responder
    1. Obrigada pelo feedback Giovanna, ficamos contentes em saber que o conteúdo agradou!

      Responder
  3. Muito obrigado me ajudou a fazer um trabalho, jesus esta voltando

    Responder
    1. Bom dia! Ficamos felizes em saber que o conteúdo de nosso blog contribuiu com seu trabalho!

      Responder
  4. gostei muito,fiz um trabalho e gostei do resultado!obrigada!

    Responder
    1. Bom dia Raquel, ficamos felizes em saber que nosso conteúdo contribuiu com seu trabalho!

      Responder
  5. ajudou D+ em meu trabalho!

    Responder
  6. mais coisas eu quero

    Responder

Quer fazer um comentário?