14-10-2016

Como combater os gases do efeito estufa?

O efeito estufa é um fenômeno em que ocorre na atmosfera o aprisionamento de uma parcela do calor gerado pelos raios solares. O seu intuito é o de manter a temperatura ideal para a sobrevivência na terra. Todavia, apesar de ser algo vital, esse processo pode ser alterado de forma negativa, a partir da emissão massiva de determinados gases (presentes na poluição atmosférica), capazes de absorver em demasia esse calor, elevando a temperatura. O fenômeno é indicado como o culpado pelo aquecimento global e a redução de recursos naturais. Os principais gases causadores do efeito estufa são:

  1. Dióxido de Carbono (CO2): é o principal contribuinte para o efeito, e tem sua origem principalmente em combustíveis fósseis (carvão, gás e petróleo), desmatamentos e queimadas.
  2. Metano (CH4): oriundo de decomposição de matéria orgânica presente em lixões, aterros sanitários, criação de animais, cultivo de arroz, hidrelétricas e produção de combustíveis fósseis (carvão, gás e petróleo).
  3. Óxido Nitroso (N2O): gerado no solo, sua principal emissão é proveniente de excesso queima de biomassa e do uso fertilizantes nitrogenados.
  4. Clorofluorcarbonos (CFC-11 e CFC-12): apesar de ainda serem utilizados em menor escala, estão presentes em alguns produtos. Até a década de 1980, eram comuns em inseticidas, perfumes, neutralizadores de odor e refrigerantes. Após esse período, seu uso foi banido no Brasil.

Como combater os gases que geram o efeito estufa

Para combater esses gases, devem ser pensadas medidas de reflorestamento, pois é uma forma natural de capturar carbono e lançar oxigênio na atmosfera, reduzindo então a sua emissão. Além disso, pode ser feito aproveitamento do lixo, utilizando o metano como fonte de energia elétrica em indústrias. São necessárias ainda soluções e tecnologias sustentáveis, além do uso de recursos renováveis e políticas públicas para regulamentarem e medirem a emissão desses gases.

O uso de enzimas na redução de gases de efeito estufa

Uma forma inovadora de combater esses gases é o uso de enzimas na produção de alimento, uma das maiores responsáveis pela sua emissão na terra. Devido à sua capacidade de acelerar reações químicas, quando utilizadas na degomagem de óleo de soja, por exemplo, podem reduzir a emissão em 12.000 toneladas de gases de efeito estufa, o que corresponde a, aproximadamente, a mesma quantidade produzida por 1.600 pessoas. Isso é possível graças à redução do uso de produtos químicos, fertilizantes e energia nesse tipo de processo.

No Brasil, a Novozymes é uma empresa pioneira no uso de enzimas em processos de produção industrial de qualquer segmento. Dessa forma, práticas sustentáveis norteiam suas atividades, através de soluções biológicas, em que seus clientes sentem-se satisfeitos por obterem maior redução de seus custos, maior qualidade em seus produtos e contribuição para um mundo mais sustentável. Quer saber mais sobre este e outros temas? Então acesse já:  http://www.bioblog.com.br/

Quer fazer um comentário?