EducaçãoSustentabilidade

Como a compostagem pode ajudar cada um a fazer sua parte em busca de um mundo melhor

Compostagem mundo melhor

Descubra que fazer compostagem em casa é uma forma para que cada pessoa pode reduzir o seu impacto de geração de lixo no planeta, e ainda cumprir com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)!

 Você sabe quanto de lixo joga fora por dia? Especialistas já estimam que cada brasileiro gera aproximadamente 1 quilo de lixo por dia, sendo mais ou menos a metade deste composto por somente matéria orgânica. A grande porcentagem do lixo orgânico que não foi separado adequadamente acaba indo parar em aterros, que por degradação espontânea acabam gerando chorume tóxico para o solo e uma pequena porção de gases do efeito estufa, aumentando a poluição do meio ambiente.

Essa matéria orgânica que jogamos fora, ou seja, todo o resto de comida que não aproveitamos em nossa alimentação, pode, em quase 100% dos casos, ser reaproveitada pela compostagem, um processo biológico que decompõe a matéria orgânica em um composto rico em nutrientes para ser usado em plantas, como um fertilizante.

A compostagem é feita, como o nome mesmo diz, por um composteira, que pode ser construída com vários materiais simples e ser “alimentada” pelo lixo gerado dentro de nossas próprias casas, retornando um fertilizante potente que pode ser aplicado em vasos de plantas e em pequenas hortas.

Essa ação positiva para o meio ambiente também é positiva no desenvolvimento de uma sociedade mais sustentável. Esse impacto é refletido diretamente em um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS), o objetivo de número 11, que remete a: “Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”. Esse objetivo remete a temas como a urbanização e o gerenciamento adequado de resíduos sólidos produzidos por ambientes urbanos, e, ao reutilizar os resíduos orgânicos produzidos em sua casa em uma horta caseira, é possível dar uma destinação mais ambientalmente segura a esse tipo de lixo.

Não tem uma horta caseira em casa? Mas você sabia que, ao cultivar alguns dos seus próprios alimentos, e usar o processo de compostagem no cultivo, você colabora para sua própria saúde? Além de economizar na compra de mercado no fim do mês, os alimentos produzidos por hortas caseiras são mais frescos, com uma quantidade mais abundante de nutrientes, que agregam na nutrição de nossas refeições diárias. Além disso, essa é uma prática que colabora com o ODS de número 2, intitulado de Fome Zero e Agricultura Sustentável, que prevê: “Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável”, pois, esse objetivo promove a produção de alimentos de maior qualidade, e também com práticas, como a compostagem, que possibilitem essa produção de forma simples e barata.

Os ODS foram criados pela ONU em de 2015, prevendo ações mundiais para serem efetuadas até 2030 nas áreas de erradicação da pobreza, melhoria da agricultura, saúde, educação, e qualquer outro que precise ser solucionado para que o planeta se transforme em um ambiente mais sustentável. Já pensou, fazer parte desse desafio, e contribuir para um mundo melhor? Se cada um de nós se conscientizar dessas pequenas ações, como fazer um processo de compostagem em casa, que ajudam nesses objetivos, estaremos cada vez mais perto de alcançar um mundo melhor.

 

Esse post faz parte da coluna “Biologia para um Mundo Melhor”, que mostra como a biologia e a biotecnologia estão presentes no desenvolvimento sustentável do nosso planeta. Você pode encontrar mais posts como esse pela tag #biologiamundomelhor. Compartilhe com seus amigos essa iniciativa!

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *