07-04-2017

CombiPolish® para o setor têxtil

Novozymes apresenta o CombiPolish®, um processo aliado da indústria têxtil

A área têxtil é um dos principais mercados do mundo quando pensamos em tamanho, capacidade de produção e apresentação de novidades para o público final. Na Europa, por exemplo, uma nova coleção é apresentada aos consumidores a cada 15 dias. Esses mesmos consumidores, que estão cada vez mais exigentes, se preocupam com toda a cadeia de produção das peças, além da qualidade, do preço e da sustentabilidade.

No Brasil, a história da produção têxtil chega aos seus quase 200 anos de atuação, em 2016, como a quinta maior em produção e referência em design de moda, no mundo, como destacam os dados da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT). Já o Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira (TexBrasil), demonstram que os fabricantes de têxtil e vestuário do mundo todo estão enfrentando desafios cada vez maiores e se encaminham para um novo estágio de desenvolvimento. Parte disso está relacionado aos insumos, suprimentos locais e produções de alto valor agregado.

 

Biotecnologia: uma aliada de peso

Não é de hoje que a indústria têxtil conta com um preciso aliado no seu processo produtivo: o uso das enzimas. Os primeiros registros da utilização da biotecnologia no processamento têxtil marcam dois mil anos, com a maceração do linho, quando utilizavam os micro-organismos para separar as fibras dos caules da planta. Com o passar dos anos, novas tecnologias foram sendo desenvolvidas para ajudar a indústria têxtil a produzir tecidos de alta qualidade, mais rentáveis e sustentáveis, agregando mais valor às marcas.

 

Tecnologia que gera eficiência

Muitos consumidores sabem que a qualidade de um produto de vestuário pode ser comprovada nas primeiras lavagens em casa. Não basta ser uma peça bonita ou do catálogo da estação ou tendência, é preciso ter qualidade e durabilidade para atingir as expectativas de um mercado cada vez mais exigente.

A valorização de uma peça começa na sua linha de produção, quando o tecido está sendo ainda preparado para a confecção. Nessa etapa, o uso de enzimas ajuda a otimizar a produção, a reduzir a utilização de produtos químicos, bem como o consumo de água e energia. É nesta etapa que a Novozymes contribui com as suas inovações em biotecnologia para o setor, como é o caso do processo CombiPolish®. Premiado internacionalmente, é um processo utilizado para a remoção de fibrilas e de pilosidades dos tecidos, principalmente, das malhas de algodão, a etapa conhecida como bio-polimento. Essas fibrilas e pilosidades estão muito presentes nos tecidos, deixando-os com aspecto envelhecido. Com a aplicação do processo CombiPolish®, a peça fica com aspecto liso e limpo por mais tempo, e as cores mais claras e leves. Essa qualidade é perceptível aos olhos do consumidor, que consegue ver a diferença no tecido já na loja e, depois, em casa, ao fazer as inúmeras lavagens na peça.

 

Bom para todos, bom para o mundo

Ao possibilitar uma economia real de água e energia, além de otimizar o processo produtivo, com a economia de, pelo menos, 90 minutos e duas lavagens, com o processo CombiPolish® é possível economizar ainda mais tempo, já que esse processo enzimático, funcionando sob pH neutro, possibilita a eliminação do peróxido e o biopolimento durante o banho de corante, em baixa temperatura, ao invés da realização de uma lavagem extra, separadamente.

Um produto final bom para todos, mas especialmente bom para o mundo. Com a utilização das enzimas da Novozymes já foi comprovada a economia de 70 mil litros de água por tonelada de malha produzida em uma fábrica têxtil.

 

A Novozymes é uma multinacional dinamarquesa de referência no segmento de soluções enzimáticas para indústrias de diversos setores, focada na área de biologia e sustentabilidade, primando pela manutenção do meio ambiente por meio da integração de práticas sustentáveis. No Brasil, a empresa tem sedes industriais em Araucária e Quatro Barras (Paraná) e escritórios em São Paulo e Brasília. A empresa também está entre as 100 empresas mais inovadoras no mundo no ranking da Forbes.

Quer fazer um comentário?