Outros

Com um ideia inovadora você pode desenvolver uma startup

Startup

Ao começar a desenvolver uma ideia, os novos empreendedores precisam ter em mente que é preciso fazer alguns investimentos, para colocar a ideia em prática e poder apresentá-la a futuros investidores

A etapa inicial de uma startup é o exato momento que pessoas se reúnem para desenvolver uma ideia inovadora e que tenha oportunidade de ter rápido crescimento, com baixo esforço de replicação dos seus produtos e que tenha custos de operação menor do que os seus resultados financeiros. Essas são informações apresentadas pela Associação Brasileira de Startups.

Ao começar a desenvolver uma ideia, os novos empreendedores precisam ter em mente que é preciso fazer alguns investimentos, do próprio bolso, para colocar a ideia em prática e poder apresentá-la a futuros investidores. Essa é a primeira fase, a da ideia, da curiosidade e da oportunidade. Esses três itens reunidos marcam o pontapé para a criação de uma startup.

Na sequência vem o trabalho árduo da operação, hipóteses, crescimento e consolidação. Algumas aceleradoras, como a Aceleratech, falam em 4 fases de desenvolvimento, partindo do uso, da compra, economia e receita. Nesse modelo, após o desenvolvimento inicial do produto é preciso capitar os primeiros usuários, depois, vem a validação do projeto e sua monetização, a definição do modelo de clientes e investir mais pesado para ampliar o acesso dos clientes aos seus produtos.

Para o Sebrae, por exemplo, o surgimento de uma startup e sua colocação no mercado passam por três momentos: a curiosidade, a ideação e o operação. Não importa qual o estágio do novo negócio, a entidade entende que em qualquer momento uma startup pode ser avaliada, auxiliada e direcionada para o caminho mais promissor.

A Endeavor Brasil explica que a primeira etapa é encontrar um modelo de negócios reproduzível e escalável, que possa atingir 40 pessoas. Conquistando isso, a próxima fase é a construção, buscando aumento de escala de clientes, pagantes e entrega. O próximo passo é focar no crescimento, na abertura de capital, na busca de investidores ou menos na venda da ideia, e até mesmo conseguir um coach ou mentor que ajude a dar mais fluidez aos negócios.

Novamente, uma startup inovadora e criativa faz a diferença no mercado. Em 2016, a Novozymes firmou uma parceria com a StoryMax, uma startup publicadora de livros digitais. A empresa foi a responsável por dar vida à literatura no formato de apps para tablets e smartphones, que seriam apresentados a crianças e adolescentes. A proposta era que os aplicativos trouxessem obras clássicas da literatura mundial para sensibilizar leitores em formação para os principais desafios humanitários da atualidade, demonstrando o potencial da biologia na sua evolução. A parceria rendeu a publicação de três livros aplicativos que integram a Coleção Novozymes Nova Perspectiva, ação que integra o projeto EDUCAÇÃO da Novozymes, e que hoje já registram juntos mais de 5.200 usuários e mais de 800h de interação.

Grandes empresas, nacionais e multinacionais, como a Novozymes, apostam, apoiam e buscam desenvolver novos negócios com as startups brasileiras. A Novozymes faz esta interação participando de eventos como o Open Innovation Week, e mentorando startups através do programa Inovativa.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *