26-10-2017

Bioinovação voltada a produtos mais sustentáveis

* Emerson de Vasconcelos       

 Ter no DNA a inovação nos faz atuar, a cada dia, para administrar da melhor maneira os recursos do mundo. Sendo líderes mundiais em bioinovação, isolamos e produzimos enzimas e micro-organismos que ajudam as indústrias a tornarem seus produtos mais sustentáveis. No final do ano passado ganhamos um reconhecimento mundial que nos classificou na 9ª posição na lista “Change the World”, elaborada pela revista Fortune, que destaca as 50 empresas que apresentaram atividades com importante impacto social ou ambiental por seus projetos inovadores e que cooperam para modificar, de forma positiva, o mundo.

Essa é uma imensa responsabilidade que demonstra o quanto acreditamos que é preciso ajudar as indústrias a produzirem produtos mais sustentáveis. Fechamos o ano de 2016 contribuindo para reduzir 60 milhões de toneladas em emissões de gás carbônico e dióxido de carbono, diminuindo a produção de resíduos e a emissões de gases de efeito estufa.

Oferecer soluções biológicas inovadoras nos faz buscar, diariamente, em cada uma das nossas unidades no Brasil, seja nas nossas sedes industriais em Araucária e Quatro Barras (Paraná), ou nos nossos escritórios em São Paulo e Brasília, formas de aprimorar nossas pesquisas e recursos tecnológicos para continuar entre as 100 empresas mais inovadoras do mundo, além de sermos a melhor empregadora, em nível global, na área científica, conforme a Science Magazine, considerando exclusivamente indústrias dos segmentos de biotecnologia, farmacêutico, químicos e similares.

Nós desenvolvemos soluções em biotecnologia para os grandes desafios da atualidade. O mundo em crescimento necessita de mais alimentos e da agricultura mais sustentável, de energia renovável e também de água e ar mais limpos e, nesse caminho, nossa filosofia é continuarmos sendo pioneiros em biotecnologia para aplicação industrial, trabalhando com ousadia, confiança e paixão pelo que criamos em nosso dia a dia, e é por isso que reinvestimos, anualmente, cerca de 14% do nosso faturamento total em pesquisa e desenvolvimento e mantermos um canal informativo direto, o Bioblog, oferecendo conteúdos sobre o uso de enzimas nas indústrias, Biologia, sustentabilidade e meio ambiente (www.bioblog.com.br) aos mais diversos públicos.

*Presidente regional da Novozymes para a América Latina

 

Quer fazer um comentário?