BioenergiaSustentabilidade

Biocombustíveis e sua relação com os ODS

Eles poluem menos o meio ambiente se comparados aos combustíveis fósseis e têm grande potencial na Matriz Energética Mundial

O aumento populacional e, consequentemente, da demanda por recursos energéticos vêm causando sérios problemas ambientais, principalmente relacionados às mudanças climáticas. Isso se deve, em grande parte, ao fato de que a Matriz Energética Mundial, que corresponde ao conjunto de fontes disponíveis em todo o mundo para suprir a necessidade de energia, é composta, majoritariamente, por fontes não renováveis. Para entender o que são fontes não renováveis vamos usar o seguinte exemplo: O petróleo é um recurso esgotável, ou seja, ele pode acabar? Bom, mesmo que isso demore para acontecer, a resposta é sim!

De fato, o petróleo, assim como outros combustíveis fósseis (carvão mineral e gás natural), é encontrado de forma limitada na natureza e, segundo dados de um relatório referente a 2018 publicado pela BP (British Petroleum), considerando o consumo diário de 99,8 milhões de barris, a reserva de 1,7 trilhões de barris de petróleo estará disponível pelos próximos 50 anos.

Tendo em vista essa realidade não tão distante, a necessidade do uso de Energias Renováveis vem crescendo e o Brasil, nesse quesito, está bem à frente da maioria dos países pois consumimos muito mais energia proveniente de fontes renováveis do que o mundo, no geral, consome, como é possível visualizar no gráfico abaixo. O Brasil se destaca como o segundo maior produtor de biocombustíveis do mundo perdendo apenas para os Estados Unidos. Em 2019, o país produziu cerca de 41.000.000 m3 de biocombustíveis, considerando etanol e biodiesel.

Gráfico elaborado segundo dados da IEA (Internacional Energy Agency)

A fim de enfrentar a mudança climática e outros problemas como a pobreza e a desigualdade, a Organização das Nações Unidas (ONU) e os líderes mundiais criaram, em 2015, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) que contemplam , ao todo, 169 metas a serem cumpridas por todas as pessoas, no mundo todo, até 2030. Muitas empresas, ONGs e outras organizações têm adotado os ODSs em seus objetivos de longo prazo e a Novozymes está entre os precursores desse comprometimento com o desenvolvimento sustentável. Mas como você, no seu dia-a-dia, pode contribuir com alguns dos ODSs? Bom, é aí que entram os biocombustíveis, que, como já mencionado, são uma fonte renovável de energia.

Os biocombustíveis são uma alternativa sustentável para o uso de combustíveis derivados de petróleo, como a gasolina e o diesel, e de outras fontes não renováveis pois sua queima e processamento poluem menos o meio ambiente. Por exemplo, as emissões de dióxido de carbono pela queima do etanol de cana são compensadas logo na primeira etapa de produção desse biocombustível que é o plantio da cana-de-açúcar, onde o gás é absorvido pelas plantas no processo de fotossíntese. No Brasil, a existência dos carros flex, ou seja, que podem ser abastecidos tanto com gasolina quanto etanol, a adoção do uso de biocombustíveis fica ainda mais viável. Veja a quais metas dos 17 ODSs a produção e consumo dos biocombustíveis estão relacionados:

Objetivo 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades.

3.9: Até 2030, reduzir substancialmente o número de mortes e doenças por produtos químicos perigosos, contaminação e poluição do ar e água do solo

Segundo um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 7 milhões de pessoas morreram em 2012 devido a doenças causadas ou agravadas pela poluição atmosférica e uma parcela desse número se deu graças à poluição externa nas grandes cidades ocasionada, em partes, pelos meios de transporte movidos, principalmente, a combustíveis fósseis.

Objetivo 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todas e todos.

7.2: Até 2030, aumentar substancialmente a participação de energias renováveis na matriz energética global.

Aumentar a produção e consumo de biocombustíveis, que são uma forma de energia renovável, está diretamente relacionado a essa meta visto que é necessário reduzir a emissão de gases poluentes no meio ambiente e que é possível que fontes não renováveis de energia se esgotem em alguns anos, sendo necessário o aumento da participação de energias renováveis na Matriz Energética Mundial.

Objetivo 11: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

11.6: Até 2030, reduzir o impacto ambiental negativo per capita das cidades, inclusive prestando especial atenção à qualidade do ar, gestão de resíduos municipais e outros

Per capita significa “por pessoa”, então se a população passar a aumentar o consumo de biocombustíveis estará auxiliando a melhorar a qualidade do ar reduzindo a emissão de gases poluentes na atmosfera.

Objetivo 13: Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos

A produção e consumo de biocombustíveis não estão relacionados a uma meta específica do ODS 13, mas são importantes para ajudar a reduzir os impactos causados no clima visto que a emissão de GEEs (Gases de Efeito Estufa) por atividades industriais e veículos tem aumentado nos últimos anos.

Viu como você pode fazer sua parte para colaborar com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e ajudar a construir um mundo mais sustentável? Se você já utiliza etanol ou biodiesel pensando nisso, conta pra gente aqui nos comentários!

Para mais informações sobre os ODSs acesse o portal oficial da ONU:

https://nacoesunidas.org/pos2015/

E para conhecer os benefícios do etanol acesse nosso post:

Vantagens e benefícios do etanol

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *