Alimentos e Bebidas

Alimentos fermentados: não estamos falando somente de vinhos e queijos!

alimentos fermentados diferente

O processo de produção de alimentos fermentados é aplicado ao redor do mundo resultando em variedades alimentícias únicas e nutritivas.

Quando pensamos em alimentos que foram fermentados de alguma forma, os principais produtos que lembramos são vinhos (fermentados a partir do suco de uva), queijos e iogurtes (fermentados a partir do leite), pão (fermentado a partir da farinha de trigo) e a cerveja (fermentada a partir do malte da cevada). Mas existem outros variados tipos de alimentos fermentados, desde alimentos completamente diferentes do que estamos acostumados a consumir, até mesmo convencionais a nossa rotina, que não sabemos que possuem a fermentação no seu processo!

E o que era a fermentação mesmo? A reação de fermentar algo, seja um alimento ou qualquer matéria prima de interesse, é um processo biológico feito por alguns microrganismos para a produção de energia sem a presença de oxigênio. Dentro deste processo podem ser também gerados vários produtos, como álcoois e ácidos, que trazem sabores, texturas e aromas aos alimentos, que são atrativos para o consumo humano.

Mas, por muito tempo, essa reação era provocada como uma forma de preservar os alimentos mais perecíveis, como os vegetais, por exemplo, que eram armazenados com água e sal em recipientes fechados e, por contato anterior com o meio externo, sofriam da fermentação feita por microrganismos. Um exemplo de alimentos fermentados desta forma, e que tem uma presença cultural forte na Coréia, é o Kimchi, que nada mais é do que diversos tipos de hortaliças fermentadas, mas que possuem uma forte presença dentro da alimentação diária dessa população, devido a sua produção desde muitos anos dentro da cultura deste povo.

Aliás, o processo de produção do Kimchi se assemelha muito à produção de um vegetal fermentado mais conhecido por nós: o Pickles! Na verdade, “pickling” é o nome em inglês dado a este processo de conservação por meio da fermentação, mas, o pepino fermentado que encontramos em sanduíches de fast-food acabou se popularizando pelo nome. Outro alimento muito consumido por nós, e que poucos sabem que é fermentado, é o chocolate! A semente de cacau precisa passar por esse processo, antes da torra das sementes, para que chegue ao sabor que conhecemos e possa ser transformado nos mais diversos tipos de chocolate disponíveis.

A grande vantagem destes diversos alimentos fermentados, além da variedade de sabores, está na capacidade nutritiva que a fermentação agrega nos alimentos. A fermentação nesse caso, pode ser capaz também de aumentar a concentração de determinadas vitaminas e auxiliar no processo da digestão, agregando ainda mais na nossa nutrição, e melhorando nossa qualidade de vida!

Quer saber mais sobre como a fermentação funciona na prática? Você pode fazer um experimento (disponível no nosso blog, aqui) que demonstra a ação da fermentação de forma fácil e intuitiva em casa! Mostre para seus amigos e família, contando um pouco mais dos vários produtos que podem ser feitos com essa prática simples.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *